Outra vez a pobreza

A última vez em que o tema da pobreza opôs o Presidente da República ao Primeiro-Ministro foi em 1993. Mário Soares era Presidente da República e elegeu a pobreza, a 3ª. idade e a solidariedade  como temas da sua presidência-aberta na Área Metropolitana de Lisboa. Cavaco Silva era Primeiro-Ministro e não apreciou a escolha temática do Presidente, tanto mais que o discurso do seu governo apresentava  Portugal como um “oásis”.

Eis alguns relatos contidos em textos  desse tempo: 

 
 
 

Foto DN

A Presidência Aberta na Área Metropolitana de Lisboa foi um momento de confronto entre a perspectiva de um Portugal visto como um “oásis” e a de um Portugal de barracas, de deficiências de todo o tipo, de desordem urbanística, de marginalidade, de pobreza estreme e dos ghetos sociais” (in Soares, M. (1994), Intervenções, Imprensa Nacional Casa da Moeda).

 “Durante os quinze dias em que percorreu os dezoito municípios da Área Metropolitana de Lisboa, o Presidente conviveu directamente com a dura realidade das grandes zonas urbanas: as barracas, as dificuldades de “habitação” e transportes, as carências de saneamento básico, os atentados ao ambiente, ao património e à qualidade de vida; a pobreza, ao lado da ostentação, a droga, a violência, o racismo, a solidão, o desenraízamento e o abandono dos idosos.”  

“O Governo repentinamente assustou-se, pôs-se de fora, recusando-se a participar. Essa circunstância  suscitou, como é óbvio, reacções e críticas de diversos sectores“(in Avillez, M.(1997), Soares, O Presidente,  Público)

 

Passaram entretanto dezassete anos, os papéis inverteram-se, Cavaco Silva é agora Presidente-candidato e nessas duas qualidades disse há dias: 

Os portugueses têm de se sentir “envergonhados” por existirem em Portugal pessoas com fome, um “flagelo” que se tem propagado pelos mais desfavorecidos de forma “envergonhada e silenciosa”,

“Há cada vez mais portugueses que procuram esconder a cara quando se dirigem às instituições a pedir ajuda, é uma certa pobreza envergonhada (…)”.

É agora a vez (e o direito) do actual Primeiro-Ministro não apreciar a análise do Presidente e vir dizer de sua justiça:

Foto Público

 Mudaram os tempos, mudaram dois dos protagonistas  – Soares saíu, Sócrates é agora PM.  O terceiro protagonista  - Cavaco Silva – mudou de papel: é agora Presidente e candidato a novo mandato. Mas o “filme” é semelhante, embora em 1993 o tema da pobreza não incluísse um casamento de sem-abrigo. Falta essa fotografia no álbum de Soares-Presidente.  

 

Foto Público

 

 

 

About these ads
Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Sociedade. ligação permanente.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s