Uma nova forma de jornalismo?

Parece estar a firmar-se entre nós uma nova forma de jornalismo: o “jornalismo auxiliar da polícia e dos tribunais”.

Hoje tivemos um exemplo: o Correio da Manhã antecipou “como ficaria Duarte Lima disfarçado”. A polícia só não agradece porque entretanto já o deteve para interrogatório.  

Temos tido outros exemplos de um tipo de “auxílio” mais subtil e por isso  mais eficaz praticado, aliás, pelo mesmo jornal noutros casos da actualidade. Por exemplo, no processo Face Oculta, “sugere-se” a associação de José Sócrates (que não é arguido nem testemunha no processo) a certos arguidos, (não vá o tribunal de Aveiro andar distraído) através da sua fotografia e de títulos “contaminadores” na capa e no interior do jornal. 

Eis apenas alguns exemplos:

“Vara e Sócrates falavam por telefone secreto”

Correio da Manhã, 4 de Novembro, 2011

Investigação a Sócrates reaberta

Correio da Manhã, 5, Novembro, 2011

Correio da Manhã, 7 Novembro, 2011

Sócrates envolvido em cunha de Godinho

“Sócrates falado no primeiro dia de julgamento”  

Correio da Manhã, 8 Novembro, 2011

A justiça não se pode, pois, queixar do jornalismo. Mesmo quando não consegue provar nada, há jornais que tentam fazê-lo por si. Agora até  se antecipam fotografias de suspeitos com disfarces. 

About these ads
Esta entrada foi publicada em Jornalismo, Justiça, Política, Sociedade. ligação permanente.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s