Uma fotografia que fala por si

Eis uma fotografia que diz muito mais do que a noticia que pretende ilustrar e do que a legenda que a acompanha. À primeira vista é uma fotografia ilustrativa do workshop com a troika promovido pelo Governo. Porém, há nela uma mensagem que está para além desse acontecimento. Vejamos:

Público, 22 de Janeiro, 2012

O primeiro ministro cumprimenta um dos elementos da troika presentes no evento. O seu  rosto mostra um  esgar em forma de sorriso, mas a mensagem principal está no corpo. Dir-se-ia que entre o primeiro ministro e aquele a quem cumprimenta há um obstáculo, invisível na imagem, que o impede de se aproximar do interlocutor. É o  seu braço que se estende e o corpo que se inclina enquanto os pés não saem do mesmo sítio.

O homem da troika permanece direito, é Passos Coelho quem se curva para ele, como se quisesse fugir do cumprimento mas reconhecesse que não o deve fazer. A diferença de estatura, leva o homem da troika a olhar Passos de cima para baixo.

Mas há outro pormenor não despiciendo, na leitura desta fotografia: os outros dois elementos da troika, captados de frente,  presenciam o instante. E para quem olham eles? Não olham para o primeiro ministro, anfitrião do evento. Olham  para o terceiro, como se nele estivesse “o principal” perante o qual o primeiro ministro se curva.

Esta fotografia conta uma história ligeiramente diferente do discurso da “coragem” que alguns leram na frase do primeiro ministro quando, no workshop, afirmou para os três elementos da troika: «Senhores da troika, estamos aqui por nós, não por vós».

Seja qual for a leitura desta fotografia – uma imagem é sempre polissémica – ela acrescenta informação ao texto a que reporta. É também uma fotografia simbólica em que o corpo curvado do primeiro ministro perante o homem da troika, remete para a real situação do país: um país curvado perante  a troika.

 

About these ads
Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, imagens, Sociedade. ligação permanente.

10 respostas a Uma fotografia que fala por si

  1. Pingback: Marcelo e a “fórmula Sócrates”, “Nini dos meus 15 anos” e a “doutrina Expresso” sobre a licenciatura de Relvas: os três posts mais lidos do Vaivem em 2012 | VAI E VEM

  2. buli diz:

    Rir muito e com freqüência; ganhar o respeito de pessoas inteligentes e o afeto das crianças; merecer a consideração de críticos honestos e suportar a traição de falsos amigos; apreciar a beleza, encontrar o melhor nos outros; deixar o mund.

  3. anonimo diz:

    Se este servil troikano,não tivesse ido ao pote,estavamos na situação da Espanha,e França que não vão ser resgatados.Rajoy,já veio dizer, que se vier mais dinheiro do BCE e FMI, estão menos sujeitos aos especuladores.A banal cabeça de um Jota ,com a coluna vertebral de Angelo Correia,não pode dar um bom PM.

  4. Acho que Passos Coelho se curva perante o homem da troika por não estar à espera de um aperto de mão tão forte. Cada um dos outros senhores da troika olham para ele e pensam : .

  5. manuela gaiolas diz:

    O sevilismo do PM deixa bem claro como para ele Portugal estara sempre em segundo plano nas suas artimanhas politicas.

  6. Zé Carioca diz:

    Que “análise” mais tendenciosa!!! Realmente, cada um vê o que quer e, quando é intelectual, desata a teorizar sobre o pressuposto porventura falso. Porque não ver antes um primeiro-ministro desconfortado com o aperto de mão, revelando distância e até, se quiserem, desconfiança? Ou um cumprimento sem jeito, determinado pela surpresa e o improviso?

  7. Pingback: Coisas Giras de Portugal em 2012 (10) « O Peso e a Leveza

  8. Vicente Silva diz:

    Cara Estrela.Se o corpo fala sem palavras e é uma linguagem que não mente,a sua análise ajusta-se perfeitamente à situação.Não me identificando minimamente com as opções políticas de P.Coelho,admito contudo que o mesmo,talvez por influência de algumas figuras políticas proeminentes e não só,tenha tentado lançar uma espécie de grito do Ipiranga,o que de todo não conseguiu.Pelo contrário as palavras proferidas,”senhores da troika estamos aqui por nós e não por vós”,apenas terão servido, em privado, de comentários jocosos daquêles três funcionários.
    A qualquer PM, quaisquer que sejam as suas opções políticas,exige-se um maior vigor e firmeza nas palavras quando a honra de um estado soberano está em causa mesmo em circunstãncias difíceis.
    Não bastam umas palavras para consumo interno.Para isso tem um imenso rol de papagaios à sua disposição.

  9. bule diz:

    Adversidade
    Adversidade Amizade Amor Amor ao próximo Amor Divino Antoine de Saint-Exupéry Aperfeiçoamento Aprendizado Arte Artista Auto conhecimento Auto-estima Bebida Beijo Bob Marley Bom Humor Brian May Caráter Casamento Celebres Citações de Caras Ciúmes Comida Comunicação Conhecimento Conselhos Crescimento Pessoal Criatividade Cumplicidade Dedicação Definições Determinação Deus Dinheiro Discrição Distância Diversas Diversos Doação Educação Erro Esperança Esperanças Família Famosos Fé Felicidade Feminista Filosofia Frases engraçadas Frases sem vergonhas Freddie Mercury
    Generosidade Gentileza Gratidão Gurdjieff Humanidade Humildade Idade Inércia Informatica Inglês Integridade John Deacon Justiça Liberdade Liberdade, Coragem, Lealdade Literatura Loiras Loucura Machado de Assis Machistas Medo Metas Miscelânea Místicos Morte Motivação Muito Loucas Necessidade Nelson Rodrigues Obstáculos Oportunidade Otimismo Ousadia Paciência Paixão Palavra Palavras Pára-choques Paulo Coelho Paz Pensamentos Perdão Perseverança Pessimismo Plenitude Poesia Polêmicas Política Político Prazer Precaução Preparo Profundas Provérbios Razão Relacionamentos Responsabilidade Roberto Shinyashiki Roger Taylor Românticas Rumo Sabedoria Saudade Saúde Serenidade Serias Sexo Silêncio Simplicidade Sociedade Sofrimento Sogras Solidão Sonho Sonhos Tempo Tolerância Tradicionais Verdade Vida Viver
    Adversidade

  10. diz:

    Com algum pretenso humor diria : Um governante, a pedir mais troikas à troika, para melhor “malhar ” nos portugueses.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s