Hoje, na Comissão, Lurdes Rodrigues marcou a diferença

Não sendo uma profissional da política, Maria de Lurdes Rodrigues,   ex-ministra da Educação, mostrou  hoje na Comissão Parlamentar de Educação que tem um pensamento estratégico e profundo sobre política educativa.

Ficou  patente a diferença entre a sua formação cívica e democrática e a tecnocracia sem alma nem substância dos membros “não políticos” do actual Governo.

Maria de Lurdes Rodrigues foi hoje à Comissão Parlamentar de Educação responder aos deputados sobre a Parque Escolar. Mostrou imagens das escolas degradadas que foram recuperadas e interpelou os deputados sobre as consequências para a disciplina e o aproveitamento escolares em escolas naquelas condições. Os canais informativos do cabo não acharam que merecesse a pena transmitirem a audição. 

Lurdes Rodrigues fez uma forte, convicta  e bem fundamentada defesa do programa de recuperação das escolas e da gestão da Parque Escolar e desmontou com argumentos as acusações de “derrapagem” e de ilegalidades nos concursos e nos prazos apontadas pelos deputados com base nos relatórios de auditoria do Tribunal de Contas.  Aliás, a ex-ministra retirou deste e de outros  relatórios do Tribunal de Contas  sobre a Parque Escolar, conclusões opostas àquelas que temos ouvido a deputados e jornalistas.

De facto, ouvindo as intervenções dos membros da Comissão Parlamentar  percebeu-se, uma vez mais, que  estas audições servem quase sempre apenas para títulos jornalísticos, já que os partidos possuem, à partida, posições firmadas sobre os assuntos que estão em discussão,  aproveitando as audições apenas para reafirmá-las, raramente aceitando as explicações e os argumentos dos convidados. 

Valia a pena um dos canais de televisão colocar frente a frente Maria de Lurdes Rodrigues e Nuno Crato. Mas será que este aceitaria?

About these ads
Esta entrada foi publicada em Assembleia da República, Comunicação e Política, Educação. ligação permanente.

10 respostas a Hoje, na Comissão, Lurdes Rodrigues marcou a diferença

  1. manuel claro diz:

    com tanta poupança,porque aumentou a dívida +/- 40% e,já agora,porque está a aumentar a despesa do Estado?!Será com oenterro das famosas gorduras?!!

  2. J.Azevedo diz:

    Eu gosto da festa da vida,e Maria de Lurdes Rodrigues,deu-nos esse perfume.Obrigado Estrela Serrano ppor ter trazido este assunto à colação.

  3. Vicente Silva diz:

    Se uma “festa” incomoda alguns,o “arraial”diário em que vivemos incomoda muitos mais.

  4. Eu prefiro a “festa” das escolas recuperadas do que a “festa” dos cortes de subsídios, dos aumentos de impostos, das taxas sobre tudo. E, pelos, vistos continuamos com dívidas e cada vez com menos dinheiro…”Festa por festa”, antes a outra…

  5. Brasilino, sobre relatórios do Tribunal de Contas tenho uma histórias, que não abonam muito a favor dos ditos…

  6. Jorge Gomes diz:

    Mas haverá alguma “derrapagem” atribuível ao Governo PS, e fpram tantas, que não tenha uma brilhante justificação?
    Deixo à vossa inteligência indicarem alguma excepção, ou será que não houve?

  7. luis moreira diz:

    Como a Estrela percebe muito bem a Maria de Lurdes não falou no essencial .O custo excessivo do metro quadrado de construção. Muito escessivo, a ultrapassar “o fartar vilanagem” Ir para lá dizer que “foi uma festa” já todos sabíamos, mas é preciso saber quanto custou a festa.

  8. Francisco João Rodrigues diz:

    Porque não uma subscrição!

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s