Um jornalista original

Júlio Magalhães, jornalista da TVI, tem o mérito de falar sem papas na língua, o que, deve dizer-se, nas empresas privadas de média não é muito comum. Fala com desprendimento, quer da sua profissão, quer da sua própria empresa, como se nada do que resulta das suas palavras o pudesse afectar.

Não sei se isso se deve ao facto de ter no horizonte alternativas de emprego ou se, pura e simplesmente, de não necessitar delas. Seja como for, aparenta ser um homem livre.

Acresce que, geralmente, diz coisas sensatas, quase sempre em revistas de televisão, e, talvez por isso, sem pretenciosismos.

Esta sexta-feira falou à revista do Correio da Manhã e, entre outras coisas, referiu-se às mudanças introduzidas na informação da TVI pela dupla José Alberto de Carvalho e Judite de Sousa.

“Juca”, como é conhecido, disse aquilo que previ há meses aqui, isto é, a nova direcção mudou o perfil da informação da TVI, não propriamente quanto à agenda  mas sim quanto aos enfoques e ao “cunho pessoal” que lhes são conferidos pelos dois directores, também pivots, José Alberto de Carvalho e Judite de Sousa.

Pais do Amaral compra ASAMiguel Paes do Amaral tem agora “um jornal credível e não um jornal tablóide” como ele pretendia já em 2005 e voltou a repetir por ocasião do “episódio Manuela Moura Guedes”.

Falta, porém, saber se a TVI vai seguir o caminho defendido por Júlio Magalhães quando diz que a “informação tem de se ajustar à programação e não o contrário”.

Tratando-se de uma televisão privada, sobretudo considerando  a “marca”  TVI conquistada através da ficção portuguesa  e de programas como  “Casa dos Segredos”, Júlio Magalhães parece ter razão.

Porém, José Alberto e Judite parecem estar atentos a esta “contingência”: é assim que tão  depressa vemos Judite entrevistar um banqueiro no horário nobre como “espremer”, no mesmo horário, a jornalista francesa assediada por Dominique Strauss-Khan.

Júlio Magalhães fala ainda de José Eduardo Moniz, seu ex-director-geral. Ao que diz, eram amigos. Eram, mas nunca mais voltaram a falar.

Pelo desassombro com que fala da sua profissão, da sua empresa, dos seus colegas e dos amigos que deixaram de o ser, Júlio Magalhães é um jornalista original.

Esta entrada foi publicada em Jornalismo, Televisão. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.