Alcoólica é a tua tia, pá!

Se o Presidente do banco central alemão nos compara a a alcoólicos, porque é que um deputado não há-de poder “marimbar-se” para os bancos alemães e franceses?

O primeiro além de presidente do Bundsbank é também membro do Conselho do Banco Central Europeu e falava num encontro com jornalistas, aos quais disse  que “aumentar a compra de dívida soberana para ajudar os Estados em maiores dificuldades seria o mesmo que “dar um último trago a um alcoólico.”

O segundo é deputado do PS e  falava num jantar de Natal do seu partido em Castelo de Paiva, onde disse que se estava “marimbando para os nossos credores”.

– O primeiro (que se saiba) não se “retratou” nem aludiu a qualquer contexto para justificar o insulto aos países endividados.

O segundo, embora afirmando que se mantém  “marimbado”, justificou publicamente o contexto da expressão.

O primeiro não provocou reacção oficial nem do governo nem dos partidos da maioria.

O segundo foi objecto de comentário do porta-voz do Conselho de ministros e dos partidos da maioria no Parlamento.

O primeiro, ao escolher chamar-nos “alcoólicos” perante jornalistas, queria ser citado, isto é, queria que se  soubesse que ele o tinha dito.

O segundo, falando para militantes, quis fazer um “número” e agradar aos seus pares.

Em suma:

O governo e os partidos da maioria ignoraram as declarações do presidente do banco central alemão mas sentiram necessidade de se pronunciar sobre as declarações do deputado português. “Declarações infelizes”, disseram.

Mas sobre “dar um trago a  alcoólicos” (como disse o alemão dos “países endividados, implicitamente, de Portugal) nem uma palavra da maioria que nos governa.

Que pena ninguém ter respondido ao presidente do banco central alemão: «“alcoólica”, a tua tia pá»!

Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Política, Sociedade, Uncategorized. ligação permanente.

2 respostas a Alcoólica é a tua tia, pá!

  1. Manuel diz:

    Parece que em Braga se disse coisa esquisita sobre o horário de trabalho.
    Será do Natal sem parte do Subsídio que a final é salário a menos, sim porque faz parte da retribuição de trabalho prestado.
    Se a coisa se mantém assim para o ano sem a totalidade do dito Subsídio, vai bonito vai.

  2. Sérgio diz:

    Olhó spin!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.