Sobre “falar demais”

pspO director da PSP, demitido ontem pelo ministro Miguel Macedo, disse sobre a austeridade menos do que o Presidente da República. Terá sido demitido por essas declarações, apesar da inconsistente justificação do ministro que alegou querer fazer “mudanças ao nível da direcção” mas nomeou para o substituir  um dos adjuntos do demitido.

O que disse afinal o director demitido?  Instado pela jornalista que o entrevistava, referiu-se  ao mal-estar que se vive dentro da PSP:

É um mal-estar que grassa em toda a sociedade e a polícia está integrada na sociedade” (…)  “As restrições orçamentais e tudo aquilo que a lei do Orçamento impõe colide com as pessoas, colide com as expectativas de carreiras, promoções, expectativas salariais na polícia.”

O ministro negou na RTP que estas declarações tenham tido alguma coisa a ver com a demissão do director. Mas no Prós e Contras disse que “se fala demais”. Também não apresentou outras justificações mas deu a entender que o  ex-director não lhe entregou  um documento subscrito pela generalidade dos  superintendentes da PSP queixando-se da “falta de decisões e de nomeações pela tutela”, isto é, queixando-se do próprio ministro. À RTP, o ministro afirmou: “eu tive essa  carta nas minhas mãos no sábado de manhã (minuto 08h39). Contudo, segundo esta notícia,  o ministro terá recebido esse documento na quarta-feira  não se sabe entregue por quem. 

Tudo somado, conclui-se que o ministro não gostou de ouvir o director da PSP falar das dificuldades da PSP, mas também não gostou que o director não lhe tivesse entregue um documentro onde os superintendentes diziam muito pior do que disse o director que o ministro demitiu.

Isto é, de tudo o que se ouviu nos últimos dias sobre austeridade, desde o Presidente e as suas reformas, até ao documento dos superintendentes, o director demitido  foi o mais “suave”.

Será que o ministro é masoquista? Ou vai também demitir os superintendentes? E se pudesse demitia também o Presidente que falou muito mais que o director da PSP? 

A demissão do director da PSP é uma história mal contada.

Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Sociedade. ligação permanente.

Uma resposta a Sobre “falar demais”

  1. Pingback: VAI E VEM

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.