Vale e Azevedo e o jornalismo “justicialista”

A crónica de Nuno Azinheira, no DN, não podia ser mais certeira. O último trabalho da TVI, sobre Vale e Azevedo, contém segmentos “jornalisticamente inaceitáve[is], fazendo lembrar a velha TVI justicialista, que a atual Direção de Informação parece querer apagar.”

Este episódio, de um regresso momentâneo  da “velha” TVI, perfil que o seu actual administrador, Paes do Amaral, quis fazer esquecer ao apostar numa direcção de informação vinda do serviço público, pode ser um mau presságio para quem (como eu) acredita que José Alberto de Carvalho e Judite de Sousa na sua passagem para a TVI não abdicariam da  reputação de rigor e seriedade que conquistaram no operador público.

Bem sei que não é fácil, mesmo a um director de informação, visionar uma reportagem antes de a emitir e dizer à sua repórter:minha cara, a investigação é boa mas os seus comentários são dispensáveis” ou que a pergunta Where is the money?” (atirada em gritaria para o entrevistado) “é mais do foro policial” .

Bem sei quão difícil é para um director, ou para a sua directora adjunta, (entrados como estranhos num ambiente formatado para jornalismo tablóide), terem “coragem” para interpelar uma das repórteres-vedetas da direcção anterior  e dizer-lhe que não deve achincalhar  o seu entrevistado.  

E é difícil porque alguém agitaria logo o espantalho da “censura”. E também por isso é cada vez é mais difícil a uma direcção exigir, sem complexos, aos membros da sua equipa o cumprimento de regras básicas.

Vale e Azevedo pode ser tudo o que dizem que ele é. Cabe às autoridades judiciárias investigarem e fazerem prova dos crimes de que é acusado. O jornalismo não é auxiliar da polícia nem antecipa julgamentos.  

Falta a alguns repórteres portugueses que se dedicam à cobertura de casos de justiça, distanciamento, isenção, rigor e serenidade.  O que lemos, vemos e ouvimos está geralmente eivado de juízos de valor apriorísticos sem verdadeiro valor informativo. Por muitos atractivas que sejam as imagens de repórteres a correram atrás de testemunhas à porta dos tribunais ou de entrevistas a “acusados” com grande peso mediático….

Jornalismo é outra coisa.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

6 respostas a Vale e Azevedo e o jornalismo “justicialista”

  1. Pingback: TVI: uma redacção pejada de “figuras” | VAI E VEM

  2. Pingback: Sobre a alegada censura na TVI: os jornalistas deviam ser obrigados a estudar a história do jornalismo português | VAI E VEM

  3. kid diz:

    onde anda o jornalismo de lixo ! porquê porque não procurar saber o que se passa com o o ex do fcp espregueira mendes da banca das antas que anda a passear nas ruas de cedofeita com muito gel milhões pra ele e aos amigos e mesmo condenado em sete anos NÃO esta PRESO porque sera senhores da TVI …

  4. lidia sousa diz:

    Se isto foi jornalismo vou ali e já volto. Isto foi apenas falta de profissionalismo e má educação.
    Ser convidado para ir a casa de um cidadão, mesmo que seja um trafulha e vigarista, e gesticular e berrar como uma vendedeira de mercado do Bolhão ou da Ribeira, não tem nada a ver com jornalismo. As mesmas perguntas ou até mais incisivas deveriam ser feitas com profissionalismo e estudo dos assuntos. O Pseudo trafulha, acabou por ser um Senhor atacado na sua intimidade e a inquiridora-mor uma justiceira que estava ali para ganhar uns cobres. UM NOJO. E nós facámos a saber o mesmo. Será que a jornalista foi contratada pelo ex amigo do Trafulha Dantas da Cunha? Que por acaso tem muito em comum com o dito cujo.

  5. Sousa Mendes diz:

    E na curiosa “reportagem” não foi feita ou investigada a única questão que em minha opinião merecia atenção jornalistica pormenorizada: Qual o Juiz que autorizou a saída do país do dito Vale para Londres, fora do espaço Schengen, encontrando-se o mesmo sujeito a medidas de coação e já condenado? E houve promoção favorável do MP? E qual aposição do Procurador relativamente a isto? Até hoje não obtive resposta a esta questão! Mas gostava de ter, lá isso gostava!

  6. Pingback: Os novos ícones do jornalismo | VAI E VEM

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s