Estrondosamente, na Assembleia da República…

Os deputados “aplaudiram estrondosamente” a presidente da Assembleia da República [quando esta] “lembrou hoje os jornalistas que trabalham no Parlamento que estão “vinculados aos direitos fundamentais”, na sequência de “queixas” de deputados por lhes terem sido fotografados e filmados os ecrãs dos computadores.

É caso para dizer, mudam-se os presidentes mudam-se as regras e os aplausos…

Quando em 2010, José Lello protestou pelo mesmo motivo, o então presidente da AR, Jaime Gama, recordou a José Lello, que o Parlamento “é um espaço público” e que as regras regimentais foram aprovadas pelos deputados, que as podem alterar “quando o entenderem”.

Em protesto, os deputados socialistas fecharam estrondosamente os computadores…

É curioso que entre as duas notícias haja apenas em comum o “estrondo” – na primeira, das palmas dos deputados, na segunda das tampas dos computadores.

Deputados revoltados com o que dizem ser violação da sua privacidadeEm 2010, o protesto de José  de Lello foi alvo de crítica dos jornalistas, enquanto Gama foi elogiado pela sua defesa da “liberdade de movimentos” dos fotojornalistas na AR.

Hoje, Assunção Esteves defendeu o mesmo que José Lello mas o tom da notícia já não é de crítica.

Afinal, o que é que os deputados aplaudiram hoje “estrondosamente”? Assunção Esteves e José Lello, ou Jaime Gama e a “liberdade dos fotojornalistas na AR?

Esta entrada foi publicada em Assembleia da República, Comunicação e Política, imagens, Jornalismo. ligação permanente.

3 respostas a Estrondosamente, na Assembleia da República…

  1. rogerblind diz:

    Mudam-se os tempos mudam-se os maus vícios, oxalá este governo se cure dos seus também, porque de fato têm revelado ao longo da sua legislatura um péssimo feedback para com o povo e mostram sinais de dependência maligna, que a nós particularmente nos afeta…no caso refiro-me é óbvio, à dependência que o Coelho mostra ter pela sua toca, Germânica!

  2. António José LIma diz:

    É lamentável que esses Srs.se preocupem com estas coisas mesquinhas,em vez de trabalhar,como prometeram,aos seus votantes, e nada fazem,senão auto se beneficiarem emtudo contrário à democracia,isto é,ao mais elementar dever de acompanhar a crise que eles tambem ajudaram a criar,olhando para o lado,quando sabiam o que se estava a passar!Ganhem vergonha e vão para casa,contribuindo para salvar a crise com os milhões anuais que “chulam” o povo.Por minha vontade,jamais votarei para o parlamento.Se Todos os POrtugueses soubessem que para votar tem de pagar,já há muito tempo teriam feito outro 25 de Abril!

  3. Pingback: Estrondosamente, na Assembleia da República… « Máquina Semiótica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.