O governo anda a brincar connosco

Quando li este título no Público de hoje fui ouvir as declarações do primeiro-ministro em Londres para perceber o contexto em que surgiram. Na gravação que passou nas televisões não se encontra a palavra “brincadeira” nem o próprio corpo da notícia do Público a inclui nas declarações atribuídas ao PM.

O título não é, pois,  correcto do ponto de vista do rigor jornalístico. Porém, vendo as imagens a palavra “brincadeira” ganha sentido, sendo até muito suave. O primeiro-ministro gozou com a UGT e com os trabalhadores em geral, ao menorizar as declarações de João Proença e ao dizer com ar de gozo que “a data do 1º. de Maio pode gerar alguma discussão a nível interno” (aos 00.57″, da peça). Foram, pois, o tom e o rosto do primeiro ministro, mais do que as palavras que lhe ouvimos, que inspiraram o título do Público. 

O caso ganha maior dimensão  depois de ouvir o ministro das Finanças dizer na reunião do FMI que “acredita que os portugueses estão dispostos a fazer sacrifícios e a trabalhar mais”, como se o problema não fosse precisamente a falta de trabalho com que se debate grande número de portugueses enquanto muitos outros trabalham cada vez mais horas e ganham cada vez menos, não falando já dos pensionistas que deram o corpo ao manifesto enquanto trabalharam e agora são escandalosamente roubados pelo Governo

Mas como se não bastasse ainda temos de ouvir o “luso-chinês” Catroga falar das suas visões  a dizer que vê “sinais no horizonte” e que “não deve haver problema em não regressarmos aos mercado em 2013”. Regresso ao mercado não deve ser preocupaçãoEste “reformado” de luxo já se esqueceu que foi um dos negociadores do plano da troika e fala  de cátedra, isto é, de “barriga cheia”.

O governo anda a brincar connosco, toma-nos por parvos e já não se coíbe de ir lá para fora humilhar uma central sindical com quem assinou um acordo que não respeita só para poder dizer que em Portugal há consenso.

Devia sair-lhe o tiro pela culatra…

Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Política, Sociedade. ligação permanente.

7 respostas a O governo anda a brincar connosco

  1. É caso para registar a patente antes que alguém se aproprie…

  2. Vicente Silva diz:

    Não conhecia nem podia conhecer por ser original e com direitos de autor!…

  3. eheheh…Essa das galinhas não conhecia…:-))

  4. Vicente Silva diz:

    No galinheiro,quando as galinhas cacarejam ao mesmo tempo é sinal de que o perigo ronda por perto.

  5. Pingback: O governo e o Parlamento sofrem de incontinência verbal | VAI E VEM

  6. Catroga, “o luso chinês”. Bem crismado. Nunca me ocorreu tal ideia. Mas esta foto favorece muito a figura do “economista que não gosta de falar de… pevides”.

  7. Pingback: O governo anda a brincar connosco « Máquina Semiótica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.