Coisas que passam ao lado do discurso político

Nas comissões parlamentares os deputados  entretêm-se horas a fio a discutir, seja a propósito das  PPP ou da nacionalização do BPN, não se sabe bem com que objectivo, uma vez que já se viu que as comissões não servem para apurar nada de substantivo, quando muito, vão dando umas “noticias”, às vezes  títulos e pouco mais. No fim, produzem um relatório que tem tudo e o seu contrário.  Às vezes são divertidas.

O problema é que como andam entretidos a fazer a história do passado recente, os deputados não têm tempo de olhar para parte do presente. Por exemplo, analisarem as alterações à política de investigação científica que se anunciam para breve, sobre as quais os próprios jornais se alheiam, com poucas excepções, como esta notícia do Público de hoje:

Não se sabe ainda ao certo o que significam os “Horizontes” alinhados em power-points que apontam “objectivos”, “princípios”, “estratégias”, “liderança”, “desafios”, “excelência”, expostos nas sessões públicas dedicadas ao anúncio das alterações aos financiamentos da investigação científica em Portugal e dos centros onde esta se desenvolve.

Adivinha-se que as “prioridades estratégicas” do financiamento à investigação científica, como tudo o mais em Portugal, vão ser ditadas pela senhora Markel, isto é pelos interesses da Alemanha. Deverão  ser “coerentes” com os interesses “comunitários” ou não há financiamento….

Sabe-se pouco ainda, mas já se percebeu  que o discurso dos decisores políticos nacionais  na área da investigação científica  ignora ou desvaloriza as Ciências Sociais e Humanas. Se esse discurso vier a  traduzir-se, como se anuncia,  na canalização do financiamento e do co-financiamento para as chamadas áreas “estratégicas” europeias (leia-se químicas, biotecnologias, ciências da vida…) ficarão de fora do financiamento temas como  Sociedade, Identidade, Educação, Cidadania, qualidade da Democracia, Valores, Cultura, História, Comunicação, Informação, Media….

Será fácil a júris com a “cabeça feita” para as “áreas estratégias” definidas pelos sábios europeus decidir que projectos em  Ciências Sociais e Humanas não sejam  aprovados em “concursos de ideias”, porque não possuem a “excelência” requerida…  Em nome de uma  “transparência” orientada, serão excluídos de financiamento.

A ser assim, o salto qualitativo conseguido nos últimos anos na investigação científica em Portugal, será irremediavelmente perdido  e Portugal tornar-se um país ainda mais desigual com investigação e áreas científias de primeira e de segunda categoria. 

São coisas que passam ao lado do discurso político. E, no entanto, elas têm a ver com o  futuro do país e dos muitos milhares de jovens investigadores que trabalham  nestas áreas, nas quais através do conhecimento do passado e do presente querem contribuir para preparar o  futuro.

Esta entrada foi publicada em Política com as etiquetas . ligação permanente.

2 respostas a Coisas que passam ao lado do discurso político

  1. ECD diz:

    Muito Bem; um post importante e oportuno: vem numa boa altura, sobretudo se tivermos em linha conta que alguns dos senhores e senhoras com assento no “conselho das Ciências Sociais e Humanas” da FCT andam verdadeiramente deslumbrados com as atenções e importância que o Presidente da FCT (finge) lhes dá(dar) e desatentos ao que, pela porta do cavalo, se está desenhar.

  2. Eduardo G. Ramos diz:

    Minha cara senhora: a sua preocupação tem toda a razão de ser, mas muitos dos senhores deputados não têm sequer noção do que ela significa.
    E a esta minha afirmação não subjaz nenhuma ideia de antiparlamentarismo mas apenas a convicção de que há uma grande crise na formação cultural de uma boa parte dos nossos politicos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.