Ainda a sentença sobre o Freeport

Bem me parecia que há qualquer coisa “estranha” naquela “certidão“. Já tinha percebido aqui.

E a sentença do tribunal do Barreiro continua inacessível, como referi aqui.

Como diria o nosso primeiro-ministro: “que se lixe o acórdão”!

 

Esta entrada foi publicada em Justiça, Sociedade com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.