Universidade de Verão do PSD: uma aluna com potencialidades para chegar a líder

Relato de parte da aula da procuradora Cândida Almeida em diálogo com uma  jovem participante na Universidade de Verão do PSD:

Já na fase de perguntas dos alunos, uma participante da Universidade de Verão questionou sobre a situação do antigo-primeiro-ministro, José Sócrates, que está a viver em Paris com gastos de “luxo” que considerou incompatíveis com os seus rendimentos. Na resposta, Cândida Almeida disse não ter meios para investigar. “É verdade que ele tem aquela vida, mas o que é que podemos fazer?”, questionou, acrescentando também não saber que ilícito poderia configurar. “Vamos instaurar um inquérito com suspeitas de quê”, questionou, rejeitando qualquer “caça às bruxas”. (Público, 1 Setembro, 2012)

A aluna revela potencialidades para chegar longe, no Partido. A pergunta, possivelmente inspirada na “bibliografia” recomendada no “curso” de Verão (Correio da Manhã, Sol, entre outros), mostra da parte da “aluna” uma indiscutível capacidade para assimilar  ideias com repercussão mediática assegurada.

Já  a “professora” não prima pelo rigor. A não ser que seja visita assídua de Sócrates em Paris e fale com conhecimento directo, devia ter fundamentado melhor a afirmação de que é “verdade que ele tem aquela vida”… e já agora explicar que vida é “aquela”.

 

 

Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Justiça, Política, Sociedade. ligação permanente.

12 respostas a Universidade de Verão do PSD: uma aluna com potencialidades para chegar a líder

  1. Pingback: Quem disse que os jotinhas não aprendem nada nas universidades de verão? | VAI E VEM

  2. That is wherever the Bowflex Selecttech 552 dumbbells are available
    in.

  3. Pingback: Sócrates continua a ser uma assombração para muitos… | VAI E VEM

  4. Elwood diz:

    Hi, i think that i saw you visited my weblog so i came to “return the favor”.
    I am trying to find things to enhance my website!
    I suppose its ok to use some of your ideas!!

  5. Maria Cristina Cardoso Lima Migelho diz:

    Candida Almeida, esta a candidatar-se ao lugar do Pinto Monteiro.

  6. Vieira diz:

    Não vi as imagens, mas parece-me evidente que toda a cena estava programada. Um clássico das técnicas de assassinato de carácter.
    Provavelmente, um teste público de lealdade à Caundinha.

  7. Gungunhana Meirelles diz:

    Nota que convém registar: também assisti ao Telejornal e verifiquei que a pergunta da menina foi apaludida com gritos de apoio, no meio de um entusiasmo generalizado que não é visível no clip que anda pela internet. Como diz um comentário noutro blogue: «o nível médio dos políticos que temos actualmente já é baixo mas a perspectiva do que iremos ter, só pela amostra, irá ser bem pior».

  8. R Cardoso diz:

    Pensei que bocas destas eram quase exclusivamente pertença do jornal rola-bosta C.M. Mas estas fidelidades caninas servem muito bem para serem a voz do dono

  9. EGR, também vi no Telejornal, a “aluna” com o recado escrito. A RTP cedeu ao sensacionalismo e não resistiu a mostrar aquele momento de grande “valor informativo”! E a senhora procuradora perdeu a oportunidade de explicar à “aluna” que uma “universidade” mesmo de Verão não é um comício eleitoral…nem ela estava ali para discutir pessoas ausentes.

  10. Victor diz:

    Noutro passo da sua “douta” aula a tão ilustres esudantes, a senhora rejeitou a possibilidade de investigar com base “em ditos”. Porém, quando o nome mágico surgiu a senhora não resistiu a uma valente escorregadela. Felizmente para Sócrates a referida não é visita de sua casa.

  11. EGR diz:

    A menina tinha a pergunta escrita,- viu-se no Tejornal da RTP de hoje que lhe deu o devido relevo- e terminou-a perguntando se havia semelhança entre Sócrates e Vale de Azevedo já que ambos se estariam a aproveitar do que chamou “buracos da lei”
    Que momento tãó edificante e que grande serviço prestou a RTP ao transmiti-lo
    E que dizer da resposta da senhora Procuradora ?
    No mínimo deploravel sobretudo pensando que perdeu uma boa ocasião para exercer alguma pedagogia perante a aleivosia “espartalhona” da dita menina.
    Já agora acrescento que,aqui há tempos, o intragavel Raposo formulou a mesma dúvida sobre a origem dos rendimentos de Sócrates.
    Por isso,neste lamaçal, já pouca coisa nos poderá espantar.

  12. Manuel costa diz:

    A resposta pareceu-me também infeliz. Cabia a Cândida Almeida rejeitar de imediato a investigação baseada em futilidades e “alergias”. Podia ter ensinado qualquer coisa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.