O meu sonho com Vítor Gaspar

Ao seguir Vitor Gaspar na conferência de imprensa desta segunda-feira,  apoderou-se de mim um sono imenso que me fez adormecer ao fim de alguns minutos.

Mas eis que em sonhos vi Gaspar transpôr o écran da televisão e, sorrindo, sussurrou-me ao ouvido: “não te preocupes nem acredites no que eu digo porque nem eu próprio acredito.”  E Gaspar disse-me então:

Escuta o que vou dizer-te”:

“- O número de funcionários públicos vai diminuir drasticamente; os que restarem vão ter de trabalhar mais horas por menos dinheiro; os que saírem vão para uma  bolsa, tipo sopa dos pobres, alimentados pelo banco da Jonet;

– A subida de impostos de 2013 vai manter-se por tempo indefinido e os benefícios sociais vão diminuir e mesmo ser cortados para os  que ganham um  pouco acima do ordenado mínimo; eles aguentam, aguentam, disse-me o Ulrich;

– Os reformados nunca mais verão os subsídios de férias e Natal, a não ser por um canudo; mesmo assim têm que ajudar os filhos e os netos, porque os pais  ou ficam sem emprego ou os vencimentos vão ser reduzidos à ínfima espécie; terão de  mudar-se para casa dos pais, que esses ao menos já têm a casa paga;

– Não nascem crianças em número suficiente (a pobreza enfraquece a líbido, e não há dinheiro para  creches e fraldas);

– Os velhos são cada vez em maior número (nunca mais morrem, o que vale é que a reforma do estado social vai acabar-lhes com os remédios e resolver o problema); a segurança social e a caixa geral de aposentações estão a rebentar pelas costuras com a velharia que por aí anda;

– Os restaurantes estão às moscas, e ainda vão fechar mais;  as marmitas são a solução; nas repartições os funcionários socializam-se  enquanto esperam na fila para pôr a marmita no micro-ondas (o cheiro a comida é insuportável e depois do almoço dá-me um sono do caneco…sempre passo pelas brasas no sofá); 

– A minha empregada diz-me que no autocarro e no metro, mesmo com o frio, já se nota que as pessoas andam a poupar no banho e no desodorizante (são despesas que a troika considera supérfluas e acima das nossas possibilidades);

– A minha mulher foi ao Pingo Doce à procura da promoção do dia e veio de lá carregada de queijos para toda a semana ( ficou  um cheiro em casa que não te digo nada). “

…………………………………….

Aqui despertei, olhei para o televisor mas Gaspar já lá não estava; o televisor continuava sintonizado na SIC Notícias  e quem lá estava agora era o Gomes Ferreira…

Já refeita do meu sonho “gasparino” desliguei o televisor porque a realidade não era melhor que o meu sonho com Gaspar…

Esta entrada foi publicada em Sociedade, Vítor Gaspar com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.