Passos é um líder fraco com os fortes e forte com os fracos…

É suposto que quando um primeiro-ministro aceita dar uma entrevista tenha coisas novas para dizer. Porque uma entrevista é sempre um exercício de risco. Pode ser um sucesso ou um fracasso para o entrevistado e também para os entrevistadores.

Passos Coelho não “passou”  na prova desta noite. Desde logo, porque não se percebe porque deu a entrevista, já que nada de novo se lhe ouviu a não ser constatar que não está entusiasmado com o novo quadro de ajuda à Grécia, dando até impressão de que a Grécia lhe estragou o discurso… nem o anúncio (velado) de que haverá mais cortes na educação, na saúde e nas pensões foi novidade… Passos é um líder fraco com os fortes e forte com os fracos.

Foi um primeiro-ministro cansado e envelhecido que surgiu no écran, sem discurso, sem estratégia e sem uma visão política do País e para o País, limitando-se a soletrar o que Vítor Gaspar, o verdadeiro chefe do governo, anuncia.

No fundo, Passos foi à TVI tentar defender o orçamento. Mas nem isso foi capaz de fazer porque, além de o orçamento ser  indefensável, o primeiro-ministro não consegue sair do horizonte do “programa”, a bíblia de Gaspar e da troika que fez sua.

Depois, há os rituais que cercam estas entrevistas. Os canais informativos do cabo com os seus painéis de comentadores separados por “classes”: os políticos, a dois e dois, à direita e à esquerda, e logo a seguir (ou vice-versa) os jornalistas, também a dois e dois, mais ou menos escolhidos por “simpatias manifestas”.

E há ainda as reacções dos partidos, que se postam no Parlamento à espera de serem chamados. Chegam um a um, parando a meio dos Passos Perdidos, perdidos eles também e gastos em discursos redundantes.

Mas há outro mundo para além deste. É o mundo virtual  das redes sociais – o Twitter e o Facebook – onde, entre piadas, comentários, opiniões, factos e ideias se dizem coisas sérias e profundas. E há os blogs...

Não há neste mundo virtual câmaras de televisão, não nos vemos uns aos outros, a não ser na fotografia ou no avatar, estamos de pantufas, de pijama ou de botas e gravata,  discutimos e provocamos o outro, rimos com dois pontos, um traço e meio parênteses  🙂  e entristecemos com o mesmo símbolo invertendo um dos seus elementos..:-(

A entrevista do primeiro-ministro foi tema neste mundo virtual. E nada escapou à timeline do twitter ou ao mural do Facebook, desde o envelhecimento de Passos, ao penteado da entrevistadora ….Mas também a boa prestação dos entrevistadores e a irritação do primeiro-ministro perante as perguntas da entrevistadora.  Nas redes sociais não há cerimónias nem meias-palavras nos comentadores. Passos chumbou na televisão e foi massacrado nas redes sociais…

Hoje em dia, é melhor que o primeiro-ministro pense duas vezes antes de ir à televisão dar uma entrevista. É que há um mundo virtual atento, informado, implacável onde quem entrar chamuscado pode sair queimado.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Blogs, Comunicação e Política, Governo, Jornalismo, Política, Sociedade, Sociologia dos Média, Televisão. ligação permanente.

2 respostas a Passos é um líder fraco com os fortes e forte com os fracos…

  1. fa diz:

    Continua-se a tapar o buraco (crise Politica(falta de POLITICOS))), com a badalada SOCRATES,mas ele nao foi chefe politico em França,Espanha,Italia,Belgica,Etc,Etc.,Ele Resistiu ao maximo aos Bancos Portugueses,aos PSD e CDS,ao PR,ao Poder financeiro mundial,que o forçavam a pedir “ajuda” á Troika,Hoje mesmo um CEGO Vê que era um Homem isolado,mas com razao,conhecedor de POLITICA,com visão Politica,de entre os politicos de hoje e os politicos reformados mostrou ser o NUMERO 1,O Verdadeiro Herdeiro de Mario Soares,Sa Carneiro,Alvaro Cunhal,Freitas do Amaral,Como agora esta demonstrado Fazer frente á banca ao poder Financeiro,ao poder Internacional,nao (é como agora alguem diz) PERA DOCE.Nao se vê ninguem,verdadeiros analistas politicos enaltecer esse dom do ex-primeiro Ministro,talvez pk nao quererem dar o braço a torcer,ou falsos analistas politicos que viveram vingaram na vida a custa da militancia ao ODIO,á inveja,que agora,por falta de um socrates,tem de Viver (á falta de PROFISSIONALISMO) á Sombra da cunha,do bem servir,como ultimo explemplo veja-se caso de analise politica economica da antena 1/rtp,as vezes resulta,so e preciso ter lata,e feitio.ter falta de personalidade.

  2. Vicente Silva diz:

    Uma só novidade!…O novo conceito do 1ºministro quanto ao relacionamento institucional entre partidos
    políticos com assento na AR.
    Tal conceito é revelador não só da desorientação em que se encontra mas também uma atitude no mínimo indecorosa para com o maior partido da oposição e em especial para com o seu secretário geral.
    A estratégia de dividir para reinar,própria dos fracos e oportunistas,já tinha sido iniciada pelo seu fiel e devoto mentor Gaspar quando da votação final do orçamento assassino, ainda que noutros moldes, mas
    com idênticos propósitos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s