O ministro Relvas não foi impedido de falar, desistiu de falar, o que é diferente

Os incidentes com o ministro Relvas no ISCTE e os cantos de protesto entoando Grândola Vila Morena têm dado origem aos mais variados comentários e interpretações. Já ouvi, nos media, opiniões para todos os gostos, algumas deixaram-me até perplexa. Explico porquê.

“Apanhei” a cena” do ministro no ISCTE em directo na SIC Notícias. Ia ele num daqueles  corredores labirínticos e mal sinalizados do ISCTE, vermelho e transpirado, cercado de braços de homens que empurravam estudantes que gritavam  contra o ministro. Ele parecia encurralado, os seguranças sem saberem por onde o levar, era uma coisa patética de se ver.  Não gostei daquela cena.

Não acho, porém, que tenha havido ali um problema de atentado à liberdade de expressão do ministro, como ouvi ilustres vozes do PS afirmar, argumento logo cavalgado por elementos da maioria governamental.

De facto, como se tem visto em situações posteriores com outros ministros, se  Relvas tivesse permanecido no palco  e esperado pelo fim da cantoria poderia ter feito o seu discurso que ninguém lhe taparia a boca. Na minha opinião, o ministro não foi impedido de falar, desistiu de falar, o que é diferente. Tivesse ele  enfrentado os manifestantes e permanecido no local e não teria sido vítima da penosa cena da “fuga” pelos corredores do ISCTE. Isso foi muito mais humilhante do que a cantoria e os apupos que os estudantes lhe dirigiram.

O ministro estava talvez fragilizado pela sessão da véspera, no Clube dos Pensadores. Mas ai “resistiu” aos “cantores”  e até os acompanhou, desafinado embora. Nesse dia  ficou onde estava, não desandou e respondeu até às perguntas e às provocações que lhe quiseram fazer.

Porque não aguentou, então, no ISCTE? Porque não quis, segundo foi dito, já que foi o ministro que considerou não ter condições para discursar. Esse foi o seu erro agravado pela  saída precipitada e pelo desnorte dos seguranças.

Veio-me à memória Mário Soares quando, nas visitas de rua – as chamadas “arruadas” – alguém o “mimoseava” com a  frase  “vai trabalhar malandro” e ele voltava atrás  para ver e falar com quem assim se lhe dirigia. Numa ocasião, era uma senhora “bem vestida” que quando ele a interpelou e lhe estendeu a mão para a cumprimentar se recolheu imediata e cobardemente na primeira porta que viu pela frente…

Relvas não falou porque não quis, a verdade é esta. Ninguém o mandou embora, o barulho acabaria por passar e ele, apesar de tudo, teria saído sem aquela fuga indigna.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, imagens, Política, Sociedade, Sociologia dos Média com as etiquetas . ligação permanente.

2 respostas a O ministro Relvas não foi impedido de falar, desistiu de falar, o que é diferente

  1. lidia sousa diz:

    Vejam como ele sua. Logo agora que está noivo da Marta de Sousa, técnica?? de informática do Gabinete do ALFORRECA/passos. Mas o que tem isto a ver com a exoneração de MARIA HELENA BELMAR DA COSTA, que foi secretária do Senhor Relvas quando Adjunto no Governo de DURÃO, tudo ligado ao desvio de fundos Europeus para a formação da TECNOFORMA. AQUI É UM SACO De GATAS. Ela foi exonerada por ter mexido ou tirado qualquer coisa do ALFORRECA que não deu parte ás autoridades, Esta desaparecida em combate é uma combatente ao seviço da dupla metralha e ninguém sabe do seu paradeiro. Se alguém souber peço o favor de me dizer, pois tenho de lhe entregar uma mensagem de uma antiga colega que vive em Paris, Peuso eu de que, como dizia o outro que já não aguentio mais, pois estava a ouvir o Bagão ne televisão e depois do Ministro GASPAR “AU RELLANTI” parece uma benção.

  2. Spartacus diz:

    Certamente não apanhou “a cena do ministro no ISCTE em directo” na mesma SIC Notícias que eu…!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s