Prostíbulo, disse bem.

Moita Flores ao DN e TSFMoita-Flores, antigo inspector da Polícia Judiciária, ex-autarca de Santarém e candidato à autarquia de Oeiras, diz em entrevista ao DN e à TSF publicada este domingo:

“(…) ao nível do segredo de justiça, estamos ao nível do prostíbulo. Houve uma cultura, em tempos, no sistema judiciário, que dizia “bom, não vamos conseguir provas para condenar fulano, atiramo-lo para a praça  que isso é semicondenação  e portanto fica aí alguma satisfação de punição pública (…)”

É claro que não é novidade para quem está atento às questões da justiça e do jornalismo. Mas nada como ser alguém que conhece a Justiça por dentro a dizê-lo.

Prostíbulo, disse bem. 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Jornalismo, Justiça. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s