Os idos de Março de 2011

Tinham pressa de “ir ao pote”. Eram tantos, no Parlamento e fora dele, pareciam tão sábios e seguros…. era preciso correr com Sócrates, depois a “credibilidade” regressaria e tanto bastaria para que os  problemas do País fossem resolvidos …

Choram agora pelo leite derramado. Alguns falam até em bancarrota. Apetece avivar-lhes a memória daquele dia de Março de 2011. 

 Quarta feira, 23 de Março de 2011 

“O Presidente da República recebeu hoje, em audiência, o primeiro-ministro, o qual lhe apresentou o seu pedido de demissão”

22:28 

“Ao longo destes dias fiz inúmeros apelos à responsabilidade e pedi a todos que pensassem no que iam fazer. Lamento que tenha sido o único a fazer esse apelo e lamento ainda mais que nenhuma outra força política tenha respondido a esse apelo”

Sócrates pede demissão

21:56 

Passos fala depois da demissão de Sócrates

“Estou firmemente convencido que o caminho que vamos agora seguir (…)  irá permitir ao país escolher um novo Governo, com mais confiança, com mais força e com mais determinação vencer a crise em que vivemos” .

A pressa de ir ao pote já então  não augurava nada de bom. Mas era difícil imaginar que a incompetência e a irresponsabilidade chegassem tão longe. Resta-nos esperar que não demorem a largar o pote.

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Assembleia da República, Comunicação e Política, Governo, Política, Presidente da República, Sociedade. ligação permanente.

2 respostas a Os idos de Março de 2011

  1. rui esteves diz:

    O Dâmaso Salcede ?

  2. lidia drummond diz:

    Ver o Sócrates, tão belo, tão inteligente, tão distinto, vitima da maior campanha de calunias e mentiras como nunca visto em Portugal. SÓ ME FAZ LEMBRAR O CORDÃO HUMANOS DOS PROFESSORES, pela Rua Braancamp acima, dizendo palavrões dos piores dirigidos a sua mãe doente e recolhida dentro de casa. Como se pode descer tão baixo, mesmo que o filho fosse um assassino que culpa tinha a pobre mãe. Só quem é mãe pode avaliar o que a Senhora deve ter sofrido, ainda mais sendo o filho inocente como se foi provando, quando a Justiça e o Jornalismo perseguem todos aqueles que pensam serem seus amigos. Houve uma calunia no CM, dizendo que Dona Adelaide Carvalho MONTEIRO TINHA ROUBADO A NETA, Foram 3 jornalista a aliciar a criança e a mãe, Até agora não form castigadas. Tinha a SENHORA PERDIDO UM FILHO E O pai dos seus filhos. Não é possivel haver passoas assim desumanas, especialmente um tal DAMASO SALCEDE, uma Tania Laranjo e uma Sonia (a gord) entre outros do Jornal do PSD Correio da manhã. Bandidos!!! O pobre Professor Morais e sua ex mulher, sempre conhecido pelo Professor de Sócrates, só foi inocentado 16 anos depois. É obra!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s