A coligação está num estado lastimoso e Passos e Portas querem que isso se saiba

Paulo Portas faltou à posse dos substitutos de Miguel Relvas e dos respectivos secretários de Estado. Até podia ser normal, Gaspar e Miguel Macedo também não estiveram presentes, ambos, como Portas, ausentes de Lisboa.

Mas o que chamou a atenção sobre a ausência de Portas (pelo menos a mim) foi a frase do primeiro-ministro: “Foi-me transmitido que o senhor doutor Paulo Portas se encontrava demasiado longe de Lisboa àquela hora e que não conseguiria estar na posse. Não quero fazer nenhuma interpretação.” (…) “Qualquer interpretação só pode ser feita por ele”, declarou Pedro Passos Coelho, em resposta aos jornalistas”

Repare-se: “foi-me transmitido”, isto é, Portas não lhe disse directamente, mandou dizer. E o primeiro-ministro não sabe ou não quis dizer onde se encontrava Portas, apenas referiu “demasiado longe de Lisboa”. Onde é que fica esse sítio “demasiado longe de Lisboa”? E,  claro, “qualquer interpretação só pode ser feita por ele”, isto é,  Portas que diga onde estava e porque é que faltou à posse…

Mas a farsa continuou pela manhã de hoje. Na reunião do Conselho Nacional do CDS o líder parlamentar, Nuno Magalhães, deu mais uma achega ao “mistério”, ao afirmar sobre a ausência de Portas na posse dos novos membros do governo:  “O que posso dizer é que, certamente, terá sido por uma razão atendível.

Estes discursos truncados e cheios de mensagens subliminares não são difíceis de descodificar. Haveria mil e uma razões justificadas para a ausência de Portas. O que é significativo  é o facto de Passos e Portas terem querido tornar público, o primeiro, a circunstância de não ter sido informado directamente por Portas e de considerar a sua ausência (não justificada) um facto reprovável. O segundo, fazer “gala” que se soubesse que faltou sem dar cavaco a Passos.

Quem terá razão?  Analisando os antecedentes, pode concluir-se  que se trata de vinganças recíprocas: Portas e o CDS queriam uma remodelação a sério com melhor  coordenação política, como disseram há semanas Pires de Lima e outros conselheiros do CDS. Passos ficou furioso com essa manifestação  pública do parceiro de coligação e fez uma remodelação a fingir, entregando a coordenação política a um académico sem qualquer experiência governativa ou partidária.

Chegou então a vez de Portas  se vingar. Terá pensado para si: isto é que é a remodelação? «Pois então tomem posse… por mim estarei  “demasiado longe de Lisboa”… por um “motivo atendível”».

Será isto um governo e uma coligação?

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Governo, Sociologia dos Média. ligação permanente.

2 respostas a A coligação está num estado lastimoso e Passos e Portas querem que isso se saiba

  1. Vicente Silva diz:

    Esta coligação mais parece na verdade um casal desavindo em fase de pré rotura conjugal em que cada um dos cônjuges usa todos os meios para dar a volta por cima de modo a que, perante familiares e amigos(neste caso os eleitores), se apresente como vítima das circunstâncias.
    Acresce ainda que os dependentes de tal união, que são muitos e bem instalados nas suas áreas de conforto, lá vão convencendo os tutores a aguentarem e serem mutuamente tolerantes.
    A grande incógnita é: quem vai atirar em primeiro lugar a aliança para a fossa e pôr fim ao nosso
    pesadelo.

  2. Victor diz:

    Está à vista: Gaspar apresentou a sua demissão a Cavaco; Cavaco pediu-lhe para continuar até o regresso aos mercados; ou seja depois do regresso do país aos mercados de capitais, será o governo todo a apresentar a demissão; Se o não fizer Portas provoca uma moção de censura, rompendo de vez com Coelho.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s