Dinossauros? E porque não chamar-lhes fósseis?

dinossauroUm colega  estrangeiro, com algum domínio da língua portuguesa, estudioso dos média e do jornalismo, dizia-me há dias que não é fácil a um estrangeiro compreender os títulos dos jornais portugueses. Exemplificou com títulos como os seguintes:

Elvas: “Dinossauro” autárquico do PS quer trabalhar até aos 80 anos

Constitucional dá luz verde aos ‘dinossauros’

Autárquicas: TC aprova nova era dos «dinossauros» 

Dinossauros à solta

TC dá luz verde a ‘dinossauros’ autárquicos

 

Uma pesquisa rápida mostra que a metáfora dos “dinoussauros” abrange artigos de opinião e peças noticiosas. Se nos primeiros se compreende, como recurso expressivos usado para imprimir mais força, vivacidade e colorido ao pensamento, nas  peças noticiosas o seu uso é  problemático, sobretudo quando não se limita, como é o caso,  apenas à comunicação, mas sim a encadeamentos lógicos e a associações que a mente do leitor involuntariamente faz.

Independentemente da opinião que se possa ter sobre a não limitação dos mandatos, o uso sistemático da expressão “dinossauros” para identificar os candidatos que se recandidatam após três anos de mandato possui uma conotação negativa que inquina uma peça jornalística.

Que sentido tem, como aconteceu na TSF, um jornalista, comentador de política nacional da estação, passar todo o tempo que durou o seu comentário ao acórdão do Tribunal Constitucional que viabilizou as candidaturas de Meneses, Seara, entre outras, a identificar esses candidatos como  “dinossauros”?

Bem sei que os “dinossauros” são até para muitas crianças animais simpáticos, embora assustem muitas outras. Evidentemente, seria pior se os jornalistas desatassem a usar metáforas menos “elegantes” para identificar os candidatos que se perpetuam nas autarquias, por exemplo, “répteis, “fósseis”, pré-históricos” ou outras mais próximas do povo, como “velhadas”, “jarretas”…. Seriam talvez acusados de insulto, ou algo assim….Mas no fundo estavam a chamar-lhes o mesmo.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Jornalismo, Sociologia dos Média. ligação permanente.

4 respostas a Dinossauros? E porque não chamar-lhes fósseis?

  1. guilherme diz:

    dinossauro uma coisa tipica do passado grandes e enprecionantes e facinates

  2. Obrigada, António Manuel, pelo simpático elogio ao meu post. Abrir outras perspectivas é objectivo de quem escreve num blog…

  3. felizmente que hoje temos blogs com post bem apanhados, que nos abrem outra perspectivas. Os autarcas como qualquer função ganha bastante com os anos de experiencia, sendo por exemplo o autarca de Leiria, Costa uma perca para os eleitores que não possa candidatar-se, e provavelmente bastante outros tanto para o positivo/negativo. Vale a pena pedir ais eleitores que não votem com fé noemblema mas com cabeça e informaçao variada.

  4. ignatz diz:

    o dinossauro retrata bem o candidato pré-histórico que se candidata de novo, enquanto que o fóssil é coisa morta e enterrada há bués.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s