É como se não houvesse amanhã

Há por todo o lado um sentimento de que se aproxima o fim de uma era. Não sabemos se é o fim do inferno dos últimos dois anos ou se é o fim do limbo antes de um inferno ainda por vir.

Há nostalgia e desespero nos olhos daqueles com quem nos cruzamos.  Nostalgia de um tempo feliz em que a palavra esperança fazia sentido… Desespero por  já quase nada valer a pena… e, paradoxalmente, tudo valer a pena. E neste tudo caberem todas as loucuras…

É como se não houvesse amanhã. Como se o tempo que passa já não pertencesse a quem o vive… e os sonhos sonhados se tivessem esfumado no tempo. Como se não houvesse futuro …. só passado…

A  morte saíu à rua num dia assim.

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s