Sócrates e os pistoleiros

Sócrates ao ExpressoA entrevista de José Sócrates ao Expresso é um documento indispensável para compreender o que se passou em Portugal  desde 2009 até ao presente. Sócrates passa em revista os últimos anos do seu segundo governo e conta a história ainda incompleta desses anos. O mote da entrevista é a publicação em livro da sua tese de mestrado – A Confiança no Mundo – sobre a tortura em democracia, obtida em Paris na Sciences Po.

Mas a parte mais sensacional da entrevista é aquela em que Sócrates passa em revista os factos e os protagonistas que não olharam a meios para o atingirem  pessoal e politicamente. Num misto de desprezo e indiferença, Sócrates desmonta as ciladas de que foi alvo, nomeadamente o “caso Freeport”.

Quem nos últimos anos acompanhou a perseguição de que ele foi alvo por parte daqueles que instrumentalizaram jornais e televisões, como a TVI, o Sol e o Correio da Manhã para o caluniarem e derrubarem, não pode deixar de surpreender-se perante o distanciamento e até a displicência com que Sócrates se lhes refere.

O que revela (e promete para mais tarde completar) sobre a duplicidade, a fraqueza e a hipocrisia de Passos Coelho, no momento em que Sócrates o informou sobre o acordo que evitaria o resgate do País, não surpreende, mas alarma. A estirpe de quem nos governa é  pior do que parece.

Ao ler a entrevista veio-me à memória a confidência de um velho amigo dos tempos da Faculdade que reencontrei há dias numa festa de amigos comuns. Assumindo a sua simpatia política por Paulo Portas e a desilusão causada pela sua conivência com as políticas desumanas do governo, confidenciou-me, com inesperada humildade, que se interroga frequentemente  sobre como foi possível ter-se “deixado enganar acerca de Sócrates”.

Nesta entrevista ao Expresso  Sócrates parece pouco preocupado com o efeito das suas declarações. Surge antes como alguém que se alcandorou a um patamar superior. Perante os “pistoleiros” que o caluniaram e que derrubaram o seu governo obrigando-o a pedir ajuda externa, apenas mostra desdém e desprezo, talvez pena pela pobreza moral que revelam.

Vale a pena ler esta entrevista.

Anúncios
Nota | Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Política com as etiquetas . ligação permanente.

10 respostas a Sócrates e os pistoleiros

  1. Antónimo diz:

    Como disse um outro sábio, mais recente que o Estagirita, mais facilmente vemos o argueiro no olho do outro que a trave no nosso. Como actualizou um outro, nada anda mais bem distribuído que o bom entendimento. Nunca conheci ninguém que o não tivesse: Não havia José Neves de topar de ginjeira logo o mais livre, moderado e complexo dos democratas que a terra nos ofereceu?

  2. jose neves diz:

    Caro Antónimo,
    Está muito enganado homem de quadros mentais. Quem tem imensos, usa e abusa de caixilhos mentais para defesa de suas políticas são todos os vivem nos extremos, nunca quem adopta o meio termo onde está a virtude como explicou Aristóteles depois de décadas de pensar sobre o assunto e chegar a sábio. E os exemplos que dá de Salazar, a Cavaco revelam o sentido do lado preferido de D.Sebastiões onde os houve à farta pois que também houve sebastiões com fartura do lado oposto. E sobretudo continuam a haver muitos candidatos vindos sempre das extremidades.
    Os democratas não acreditam em salvadores mas na Democracia, não acreditam em messias mas nos homens livres, não acreditam em redentores mas nas liberdades. E muito menos acreditam em falas barato que nos prometem ter formulas mágicas que resolvem de uma penada todos os problemas dos povos.
    Essa de que os portugueses têm um quadro mental Sebastianista provinda do çapateiro Bandarra, Padre Vieira e Agostinho da Silva só cola nos papagaios e serve para mentes simplistas explicarem com uma única ideia a imensa complexidade da civilização actual.

  3. Helder Filipe diz:

    Felizmente, sou daqueles que nunca se deixaram enganar. Percebi, muito cedo, quem eram os pistoleiros (políticos armados em comentadores e comentadores querendo chegar à política activa… alguns consegiram e continuam a ganhar dinheiro com isso). Mas também se via, com muita clareza, quem eram os seus mandantes (hoje por hoje, perfeitamente a descoberto das respectivas máscaras). Uns e outros precisavam do “resgate”, não o país!

  4. fico sempre curioso de ver argumentos sólidos e compreensiveis para mim que suportem a fé inabalável no Socrates que deixou o país endividado para vinte anos, nacionalizar o que não “conhecia”mas com cuidado em deixar os bens de fora , tres autoestradas para o Porto, hospitais a 30km uns dos outros, candeeiros escolares a 6 mil euros,magalhaes aos molhos sem uso e tantas outras loucuras . Palavra que gostava de entender o porquê da fé,mas temo que seja a mesma que levou a minha mãe a ir a Fatima prometer ano apos ano promessas que a santa distraida nunca cumpriu. Mas ela nunca deixou de a adorar.

  5. Antónimo diz:

    Ai, José Neves, José Neves, um dos dramas do quadro mental português é esta eterna busca dos dons sebastiões. Do Salazar, ao Sá Carneiro, ao Cavaco Silva, agora a este, andamos sempre atrás de quem nos salve, a correr por conta de um passado idílico em vez de fazermos o que temos a fazer.

  6. Valente diz:

    EU NÃO ACREDITO NISTO!…..

  7. Hector Yazalde diz:

    Pires Botelho, deixemos isso de beatificações para os santos defensores da família, das crianças e dos pobres que vão delineando o colapso das políticas de solidariedade social a fim de abrir o caminho à triunfante caridade que a todos encherá o coração de amor ao próximo.

    Desminta o que Sócrates afirma sobre o PEC IV se for capaz e deixe-se de santinhos, ok?

  8. Pires Botelho diz:

    Para quando a beatificação do santo senhor ?

  9. jose neves diz:

    “Surge antes como alguém que se alcandorou a um patamar superior”
    Nem mais, apenas com um pequeno pormenor. No meu parecer ele não se ‘alcandorou’ para atingir tal posição mas sim ele está lá colocado, nesse patamar superior, por força da sua superior razão política, intelectual e moral que estes dois anos demonstraram, claramente visto, que teve.
    E quanto mais tempo passa mais o povo perceberá a sua razão e o elevará a patamares superiores.

  10. ribeiro diz:

    Excelente. Já partihei no fB.
    obrigado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s