Que valor-notícia possui a fotografia de Malato no leito do hospital?

O que terá levado José Carlos Malato, figura popular da televisão portuguesa, a deixar-se fotografar na cama de um hospital envolvido em tubos, na sequência de um enfarte que (ao que dizem as notícias) lhe fez correr perigo de vida?

E o que terá levado o hospital a permitir a captação de imagens por parte dos média, de um doente naquelas condições ainda que ele ou a sua família tenham autorizado essa captação?

Malato capa TV GuiaE que valor-notícia possui a fotografia de Malato no leito do hospital publicada na capa da revista TV Guia?

É um caso flagrante de devassa da intimidade e da privacidade que não encontra justificação  à luz do critério “interesse público” ou de qualquer outro. A “verdade” sobre a doença de Malato não era assunto que necessitasse de “prova” material. Trata-se de puro voyeurismo.

Pode supôr-se que Malato não tenha querido dizer não a uma revista que lhe dá  visibilidade e boa cobertura. Talvez não tenha podido resistir…Talvez pense que há um preço a pagar a quem lhe promove a imagem….

E quanto ao hospital, pode supor-se, apesar de parecer inverosímil,  que o fotógrafo da revista tenha entrado no quarto como um visitante normal, sem conhecimento e consentimento do hospital. Mas se assim foi há outras questões que se levantam…E agora o hospital não tem nada a dizer sobre a violação da privacidade dos doentes que acolhe?

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Jornalismo, Sociedade, Sociologia dos Média, Televisão. ligação permanente.

9 respostas a Que valor-notícia possui a fotografia de Malato no leito do hospital?

  1. Pingback: O top-ten do Vai e Vem em 2013 | VAI E VEM

  2. Uma vergonha semelhante a casa dos prostitutos.

  3. isto é mais um caso …que envolve questões profundas e até aqui mal-resolvidas,sobre legitimidade, ética e distinção de conceito,público -,privado…enfim á priori isto é mais um tipico abuso-de-liberdade…das partes envolvidas

  4. Sérgio Camilo diz:

    Carlos Malato é uma figura pública. Esse estado e todas as suas consequências, são resultado de decisões tomadas (voluntárias ou não). Os (novos) canais de distribuição de media aumentaram, efetivou-se a importância do seu peso na evolução do tecido social. O público também se tornou mais exigente: com as escolhas, o conteúdo e tipo de canal de distribuição, acima de tudo, estas figuras tornaram-se mais próximas do público, que por sua vez, quem co(nso)me este tipo conteúdos, vive emocionalmente com mais intensidade estes registos.
    Portanto, é uma responsabilidade enorme os conteúdos divulgados pelos canais de media.
    Se, Carlos Malato, permitiu esta cobertura, cabe me afirmar que, foi uma decisão que requereu muita tomada de coragem. Os seus efeitos, vamos aguardar por resultados. Pergunta: Estará a sociedade de forma geral, preparada para este tipo de cobertura dos media? Uma coisa sei, muitos gostam, outros vivem disso, existe mercado definido, e há que saiba disso:)

  5. Alfredo Ireneu Mota diz:

    Não terá sido dinheiro o que o levou a deixar-se fotografar? Seja o que for, é indigno!

  6. Joao Sequeira diz:

    Faz falta uma secção de necrologia no espaço televisivo! Assim poem-se as Direções de Programas a tentar prever as próximas mortes e os arquivistas a prepararem a necrologia televisiva!

  7. Sou Fotógrafo , mas uma coisa que faço é respeitar as pessoas que fotógrafo , sinceramente vergonhoso !

  8. Maria diz:

    Carlos Malato não tem só família e amigos próximos, tem também amigos e admiradores do espaço público que se sentia preocupado, curioso e gostaria de saber a evolução estado de saúde do Malato. Quem pertence ao espaço televisivo principalmente, desperta nas pessoas afetividades. Queira-se ou não, tem que dar satisfações a este publico o qual deixa que ele lhe entre em casa e por algumas horas é sua companhia. De acordo posso não estar, mas compreendo o motivo que levou Malato a deixar-se fotografar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s