Isto foi tudo muito grave…isto o quê?

No Prós e Contras desta segunda-feira, na RTP1, o ministro Miguel Macedo surgiu sério e de semblante carregado. Entrevistado a partir do Porto, não se “misturou” com os polícias que estavam na assistência. Falou apenas com a Fátima Campos Ferreira.

O ministro falou como já tinha falado um dia depois da manifestação mas continuou sem dizer nada quanto ao essencial.  Não explicou porque demitiu o director nacional da polícia e nomeou imediatamente para o seu lugar o comandante das forças  encarregadas da protecção da AR mas que não protegeram coisíssima nenhuma como diria o outro. Isto é, quem comandou a protecção da AR, que não foi protegida, foi promovido.

Disse o ministro que é tudo muito grave mas não sabemos se ele acha mais grave a atitude dos que subiram as escadas e gritaram “invasão” e demissão” ou se os polícias que  do outro lado da “barricada” os deixaram subir.

Diz um dos participantes no Prós e Contras, Marcos Perestrelo,  que já foi secretário de Estado da Defesa, que uma operação daquelas não podia deixar de ser acompanhada ao minuto pelo governo, no que tem razão a avaliar por depoimentos anteriores de governantes durante outras manifestações! E outro participante (um jurista cujo nome não fixei) diz que as escadarias da AR não fazem parte da AR. E elogiou as palavras da Presidente da AR quando esta disse, mais ou menos: “deixai vir a mim os manifestantes que esta é a casa da democracia”. Os futuros manifestantes agradecem.

Pelo que se conclui que alguma coisa está a ser escondida porque o ministro foge como o diabo da cruz de explicar o que se passou com os polícias de serviço para deixarem os colegas manifestantes subirem as escadarias e só não invadiram a “casa” da Presidente que os quer lá,  porque não quiseram.

Mas afinal os manifestantes estavam ou não armados? E quem deu a ordem para os polícias de serviço não impedirem a subida das escadarias? Foi o novo director ou o ministro?

Continua pois  válida a pergunta que fiz aqui: Chegaremos a saber o que se passou?

Este breve relato do Prós e Contras é uma “transmissão em directo” até ao  início da segunda parte porque não há pachorra para mais, já passa da meia-noite  e amanhã há trabalho.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Assembleia da República, Comunicação e Política, Governo, Sociedade com as etiquetas . ligação permanente.

Uma resposta a Isto foi tudo muito grave…isto o quê?

  1. Pingback: VAI E VEM

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s