Natal no protectorado

É tempo de Natal. Há os que chegam dos lugares para onde a crise, o desemprego e a obediência cega às imposições da troika os empurraram.  Vêm da Suiça, de França, da Alemanha, do Brasil. São na sua maioria jovens. Esperam-nos  pais, irmãos, avós.

Choram abraçados no reencontro – que a alegria solta  mais as lágrimas do que a tristeza. Há um rapaz que soluça, mal consegue falar, quando a repórter lhe pergunta porque partiu. Pergunta tola, nem era preciso perguntar: “parti porque não tinha lugar aqui, no meu país”…..Há  uma rapariga que não chora, tem um ar determinado e de desafio. Quase com raiva diz à repórter: “aqui não dá para viver, custou-me partir há quatro meses, mas agora não quero voltar já que o meu país não tem lugar para mim.”

A reportagem sai depois do aeroporto e mostra-nos o Natal dos que ficaram. É o Natal dos sem abrigo e da sopa dos pobres. Mesas postas, tudo preparado para a ceia dos “mais carenciados”, diz a repórter.

A reportagem ainda tem tempo de ir ver como vai o Natal nos centros comerciais. Há gente frenética que procura, à ultima hora, o presentinho para os seus.  “Só para as crianças”, dizem alguns. Há quem teime em manter viva a tradição das prendas, dos manjares, das festas. Manter as nossas crianças na ilusão de que daqui a uns anos, quando chegar para elas o tempo de ser grandes, não terão de partir…

Pobre país e pobre gente. Um país que não dá trabalho aos seus filhos não tem o direito de ser país. Talvez por isso aqueles que hoje nos desgovernam não falem  de um país, mas de um “protectorado”.

É assim  o Natal no protectorado…

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

2 respostas a Natal no protectorado

  1. zeca diz:

    ” E se não promulgasse o orçamento, teria muito mais custos para o país, muito mais, muito mais custos para o país”. É preciso não ter vergonha na cara. Como se chama uma pessoa que não cumpre o que jurou cumprir?. Digam baixinho para não se ouvir senão vão a tribunal. Cuidado com a pide.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s