A “sustentabilidade política” é um problema? O Presidente diz que sim.

Ano judicial 2014O discurso do Presidente Cavaco na abertura do ano judicial  tem no essencial três ideias-chave, nem todas claramente expressas mas apreensíveis ao nível do  sub-texto:

A primeira respeita ao que o Presidente chama o problema da  “sustentabilidade” que segundo o Presidente não é só energética e ambiental mas também económica e financeira e, até, política.

O que será que o Presidente entende por  “sustentabilidade política“? Será o tal consenso a que ele quer obrigar o PS? Mas consenso com o quê? Com a pobreza e a desigualdade? Com o ataque cerrado aos funcionários públicos e pensionistas? Consenso sobre orçamentos pejados de normas  inconstitucionais? Que ideia de democracia pluralista é a do Presidente? De facto, “a sustentabilidade política” é “um problema”. E ainda bem que o é! Para pior já basta assim!

A segunda  é a ideia de que a Justiça é um sector onde “foi possível dar uma resposta positiva ao Programa de Assistência, “como é plenamente reconhecido nos relatórios de avaliação das entidades internacionais”.

É caso para perguntar ao Presidente, se é assim, porque é que continua a estar tudo tão mal na Justiça, como o reconheceram, por exemplo, esta manhã na TSF, todos os agentes do sector? Mal comparado, faz lembrar aquela anedota alentejana da mulher que tinha ido ao cabeleireiro e quando chegou a casa o o marido lhe pergunta: “Onde é que foste mulher?” Ao que ela responde: “Fui pôr-me bonita, homem”. Resposta dele: “Então porque é que não estás?” Na Justiça é assim: foi tudo cumprido como a troika queria para melhorar o sector, mas continua tudo mal ou ficou ainda pior.

A terceira  refere-se à afirmação do Presidente de que “a crise não tem implicado, pelo menos de forma direta, um aumento significativo da violência e da criminalidade” e a Constituição, “não foi suspensa“.

É no mínimo inesperado ouvir o Presidente dizer tal coisa, admitindo, portanto, pelo simples facto de a dizer, que suspender a Constituição é uma hipótese plausível. Se o recado é para o governo (e só pode sê-lo) o Presidente devia tê-lo dito clara e directamente  nos momentos em que, de facto, o governo tentou suspender a Constituição ao aprovar repetidamente orçamentos de Estado com normas  inconstitucionais.

Que diabo de discurso o Presidente se lembrou de fazer!  Quem viu a cerimónia pela televisão bem reparou em alguns olhares meio incrédulos de algumas das figuras que se sentavam na mesa dos oradores!….Não era para menos!

 

Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Justiça, Presidente da República com as etiquetas . ligação permanente.

5 respostas a A “sustentabilidade política” é um problema? O Presidente diz que sim.

  1. Maud diz:

    Finidng this post. It’s just a big piece of luck for me.

  2. EGR diz:

    Francamente que já não sei se há quem preste muita atenção ao que diz o PR.
    E,em boa verdade, não fora a questão dos poderes que tem, parece-me que não vale a pena, do ponto substantivo, dar-lhe grande relevo.

  3. lidia drummond diz:

    Porque me atormenta e pôe aqui esta Tríade? O manequim da Rua dos Fanqueiros, a Joana porque o Pai o tenebroso Marques Vidal não pode lá pôr o filho João que fez os mais brutais crimes de violação de segredo de Justiça no Processo face oculta. A loira não burra tão cheia de botox que mete medo. A entrevista dela ontem foi um acto da mais vergonhosa demagogia.

  4. Vicente Silva diz:

    democracia à moda do chefe;deve servir-se a quente e acompanhada de molho tártaro com rodelas de laranja…

  5. eu diz:

    toda esta choldra é um nojo…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.