O Presidente a fugir à questão

Cavaco sobre MiróO Presidente arranjou uma desculpa esfarrapada para não se pronunciar sobre a venda dos quadros de Miró: “arma de arremesso na luta política ou partidária”, disse. E  houve “uma decisão de uma juíza”, acrescentou. Coladinho ao governo, mais uma vez. Na véspera, o “inexistente” secretário de Estado da Cultura  tinha dito o mesmo.

Entretanto, o correspondente da RTP em Londres informa que o leilão de quadros na Christie´s atingiu  ontem 212 milhões. Por cá, o primeiro-ministro  quer a todo o custo os 36 milhões em que os quadros  estão avaliados. Não lhe interessa sequer admitir que ficar com os quadros representaria um investimento para o País, e que o buraco do BPN não se resolve com 36 milhões. E assim o País perde a oportunidade de enriquecer o seu património cultural e artístico. 

Quanto à desculpa do Presidente para não comentar a venda dos quadros por serem “arma de arremesso político-partidário”… a “arma” são os quadros ou o BPN?

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Artes e Cultura, BPN. ligação permanente.

5 respostas a O Presidente a fugir à questão

  1. Para além dos Miró, (que eram parte do chamado “tesouro BPN” constituído pelos Miró, por um conjunto de moedas do Euro 2004 e por uma colecção denominada egípcia avaliada pela Christie’s em 2009 em cerca de 5 milhões de euros), resta a colecção egípcia sem paradeiro. Se foi avaliada pela Christie’s em 2009 onde se encontra ela? É constituída por peças em ouro, outras em bronze e outras arqueológicas, um espólio espectacular e muito cobiçado. O SEC não responde a nada sobre o paradeiro. É impressionante. Neste post e nos dois seguintes,estão as fotos exclusivas da colecção BPN. Os portugueses têm o direito de saber.
    http://transparente.blogs.sapo.pt/5420.html

  2. Maria Silva diz:

    200 Mirós??!! Porqué no te callas?’
    ”Os mirós não eram 85!!!!! Eram 200!!!! Cadê os outros??!!!!”

  3. Maria Silva diz:

    Pois F. Soares de acordo com tudo o que diz, mas há mais, será que eles saíram agora de Portugal? Para sair, é preciso entrar. Onde estão os documentos oficiais de entrada, estada em Lisboa? Quem os viu? Ver mesmo, não é dizer que ouviu falar. Mas supondo que saíram agora, como diz o Expresso: de camião até o norte de França e passagem em Dover para Londres, com indicação do nome de operador; contactado o operador, a Parvalorem, a Christie´s, o Governo nada; um operador contactado pelo Expresso, diz impossível sem autorização passar a fronteira sem todos os papéis em ordem. Se fosse com mala diplomática, tudo okj. Há a hipótese de o camião não levar os Mirós. Talvez lixo tóxico para disfarçar e explicar a presença em Londres entregues à Christie´s na posse de quem sempre teriam estado. Estranho, estranho é ninguém independente do gang do BPN tenha visto nada. Quanto a Cavaco, o que esperar? Esperteza saloia

  4. Sili diz:

    Quantos mais andarão pelas paredes dos vários condóminos da quinta da coelha?

  5. F Soares diz:

    Mas os quadros existem ? Sim…. Mas onde estão de facto ? E quem será o proprietário ? E quantos são ? 85 ? 13 ? Ou 200 ?
    É tudo tão estranho , que provavelmente catalogar os quadros como arma de arremesso é mais um barreto que o PR enfiou , com atilho e tudo…e nos quer fazer querer que é verdade! Isto mais parece um caso de polícia ! E isso não admira, pois é um assunto BPN… Fede !
    http://transparente.blogs.sapo.pt/os-miros-num-vale-tenebroso-19462

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s