“Passos, escuta…”, gritaram os polícias

Polícias manif Março 2014O primeiro-ministro ainda não se pronunciou sobre a manifestação das polícias mas segundo o Expresso o seu ministro da Administração Interna, Miguel Macedo,”deu os parabéns à polícia pela forma extraordinária como superou o teste de forças com os colegas em protesto”.

Também a imprensa, em geral, elogia o comportamento dos manifestantes e dos polícias que guardavam os manifestantes. Do lado destes também há satisfação com os resultados e um dos dirigentes sindicais que integrou a delegação recebida pela presidente da Assembleia da República disse ao Expresso que ficou “encantado” com o “chá e simpatia” com que foram recebidos por Assunção Esteves.

Tanta satisfação só pode significar o medo que os polícias causam ao governo que respirou de alívio com o saldo suave do protesto: dez feridos não é nada, pensará o ministro, e os petardos e as grades derrubadas foi obra de uns poucos mais exaltados. De resto a malta até se portou bem…como se pode constatar pela descrição dos acontecimentos feita pelo Expresso, minuto a minuto:

Polícias manifestação ao minuto

Pelos vistos, o primeiro-ministro não se importa que os polícias lhe chamem “filho da puta” mas não aceita que uma deputada lhe diga que a sua “palavra” “não vale nada”, como se viu na reacção que teve no Parlamento quando a deputada do Bloco, Catarina Martins, o confrontou com as contradições das suas declarações sobre os cortes nos salários e nas pensões.

O primeiro-ministro tem sorte…olha se os polícias tivessem levado os slogans da manif para as galerias da AR em vez de se manifestarem na rua…

Comparadas com os slogans dos polícias as palavras da deputada do Bloco são cântico celestial…

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Assembleia da República, Comunicação e Política, Governo, Política, Sociedade, Uncategorized. ligação permanente.

Uma resposta a “Passos, escuta…”, gritaram os polícias

  1. Atento diz:

    Porque é que os policias foram tratados de uma forma diferente de outros manifestantes que invadiram as escadarias da A.R.?
    Porque não foram “tratados” com gás lacromigénio e cargas de bastonadas?
    Pois é… os manifestantes são todos iguais, mas uns mais que outros!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s