A presidente da AR precisa de ter modos

Assunção Esteves e 25 de AbrilA maneira desajeitada e desabrida como a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, respondeu aos jornalistas sobre a possibilidade de os capitães de Abril discursarem na cerimónia do 25 de Abril,  torna-a uma figura de opereta.

Perante as perguntas dos  jornalistas sobre  essa possibilidade, Assunção Esteves,  deu uma resposta desconchavada e  com voz estridente:  “isso [o convite para falarem na sessão solene] não existe“, “o convite para virem ao Parlamento existe…só,  “não comento o que não existe“, “isso [não aceitarem se não puderem falar] é problema deles”.

Ouvido logo a seguir, Vasco Lourenço,  respondeu como um “senhor” – “vamos ver de quem é o problema”,  estranhando que a Presidente tenha comunicado a decisão aos jornalistas antes de a comunicar aos capitães. 

Não sei se a pretensão dos capitães de Abril de discursarem na cerimónia tem alguma lógica, já que seria a primeira vez que o ritual dos discursos parlamentares seria quebrado. Talvez não tenha mesmo.

Porém, haveria maneira de encontrar no programa das comemorações do Parlamento, lugar para os capitães de Abril usarem da palavra.  A não ser que a AR tenha receio de que o discurso dos capitães lhe estrague a festa.

Seja como for,  qualquer que fosse a decisão, o modo como a presidente do Parlamento a anunciou foi no mínimo pouco educado, vindo de quem ocupa o segundo lugar na hierarquia do Estado.

Foi mais um  “inconseguimento” de Assunção Esteves…

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Assembleia da República com as etiquetas . ligação permanente.

12 respostas a A presidente da AR precisa de ter modos

  1. Virgílio de Jesus Miranda Carvalho diz:

    Concordo que a Drª. ASSUNÇÃO ESTEVES foi pouco diplomática e nada cordata…

  2. Alcino Ferreira diz:

    Nos dias de Hoje ja nao ha Homens com a coragem e determinação como a de Salgueiro Maia , que conseguio levar as tropas a bom Porto, neste caso ao Terreiro do paço….
    Quanto a Assunção Esteves , coitada… e a imagem do nosso governo… e o que temos…
    Viva o 25 de Abril, Viva alIberdade

  3. Só uma análise ao comportamento da SEGUNDA FIGURA DO ESTADO. Um varredor de ruas seria mais educado na resposta,

  4. Manolo de Lima diz:

    Pessoas sem nível a exercer altos cargos, dá nisto. Educação precisa-se.

  5. Com ou pouco mais de esforço, vc, Rui Borges, entenderá … Já agora: “… para que todo o processo ´legal´ ….. seja considerado ´ilegal´ e sujeitos a julgamento …” faz-se necessário encontrar gente com os colhões ( há horas em que só o vernáculo …. ) dos que querem falar na cerimonia da AR e repetir aquela noite/dia de 1974 . Com as correções sugeridas pela História. Por exemplo, sem Spínola para retirar passos coelho et caterva do quartel do Carmo… Nossas desgraças começaram nessa generosidade ….

  6. roberto diz:

    isto não passa de uma ditadura com aparências de democracia…um sistema de escravatura,uma prisão sem muros na qual os prisioneiros não sonham sequer com a fuga, pois não há como escapar a uma sociedade apodrecida rodeada de políticos incompetentes,desumanos,indignos e corruptos.

  7. Rui Borges diz:

    Ainda nao percebi bem qual é, e qual foi o problema da resposta da senhora! Foi por ser clara e concisa deixando-se de politiquices? Isso é mau? Preferem a retórica politica e depois serem todos “papados”? O que é que os respeitados Capitaes de Abril (Capitaes com maiúscula), podem trazer no momento que em alturas anteriores, onde a roubalheira era declarada, nao o trouxeram? Vamos mas é ficar focados no que interessa, para que esses senhores ditos defensores da democracia e do povo nao continuem impunes e a fazer o que bem lhes aprouver! Vamos trabalhar para que todo o processo “legal” construído até aqui para que a promiscuidade e o conflito de interesses, ao nível dos “grandes defensores” do povo que têm vindo a ser colocados na AR, seja considerado ilegal e sujeitos a julgamento por práticas erradas, erroneas e de corrupçao.
    Agora, virmo-nos preocupar com uma coisa que apenas reforça a nossa preocupaçao e nao nos trás soluçao? Cuidado com as poeiras…

  8. zemetralha diz:

    É o que faz ter-se reformado aos 42 anos… Falta de ética, de calo, de educação, de experiência de vida de trabalho, de tudo…

  9. OutofWorld diz:

    esta cabeleira loura de pin-up magazines diz quase tudo sobre esta senhora. o “power-soft sagrado” tenha piedade de nós!

  10. GGabriel diz:

    Para mim Assunção Esteves está a ser uma desilusão!
    Tem a responsabilidade de ser a primeira mulher neste cargo. Não se está a comportar com a independência que devia nem com a sensibilidade humana que estávamos à espera.

  11. Paulo Rato diz:

    Nem um génio conseguiria defender uma indignidade “com modos”. A única maneira de “ter modos”, numa caso como este, seria não ceder à indignidade. Mas tal atitude exigiria uma coragem moral que parece caída em desuso.
    Nota: isto sou eu a comentar com “óptimos modos”.

  12. maria diz:

    A figura de opereta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s