O governo e a troika podem limpar as mãos à parede com a obra que fizeram

Limpar as mãos à paredeDepois do DEO ter visto a luz do dia e de os ministros Paulo Portas e  Maria Luís, terem tentado por todos os meios convencer os jornalistas e todos nós de que não houve aumento de impostos nem mais austeridade e que os pensionistas e os funcionários públicos vão ser reembolsados do que lhes foi tirado, demore isso o tempo que demorar, veio a troika despedir-se com um comunicado em que refere que “existem riscos importantes de desvios ao orçamento, relacionados com desafios jurídicos persistentes que contribuem para pressões no sentido da substituição de medidas de qualidade mais elevada por medidas com um grau de certeza e qualidade inferiores”.

No fundo, a troika foi coerente até ao fim. Para estes senhores Portugal não pode dar-se ao luxo de ter um órgão como o Tribunal Constitucional que analise a constitucionalidade das leis e impeça arbitrariedades e decisões inconstitucionais. Para a troika, Portugal é um país de terceiro mundo, tipo Índia ou Vietnam, que deve ter  salários e pensões reduzidos ao mínimo, segurança social suficiente para manter vivos e saudáveis apenas os portugueses em idade de trabalharem, a educação orientada para profissões “práticas” e se houver alguns mais capazes intelectualmente, o melhor é mandá-los para a Alemanha e para os países onde façam falta. 

Esta triste sina encontrou no governo de Passos Coelho o acolhimento de que necessitava. Passos verá um dia que foi um joguete nas mãos da troika. Obrigaram-no a  empobrecer o País e agora roeram-lhe a corda porque, na verdade, ele queria um programa cautelar e a saída só é “limpa” porque  ninguém quer emprestar mais dinheiro para “resgates”, além de que isso seria a confissão do fracasso da receita que a própria troika impôs.

Por isso, muitos estão apavorados com a “saída limpa” e apesar dos malabarismos verbais de Paulo Portas e dos deputados da maioria, é caso para dizer ao governo e à troika que bem podem limpar as mãos à parede com a boa obra que fizeram.

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Governo, Política com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Uma resposta a O governo e a troika podem limpar as mãos à parede com a obra que fizeram

  1. J. Madeira diz:

    Com efeito o irrevogável vice portas e a marilu dos tóxicos, não foram
    minímamente convicentes na conferência de imprensa! Basta ter repa-
    rado na careta feita pelo irevogável ao levantar-se da cadeira que,
    disfarçou dizendo algo à marilu e, já deve ir de viagem até Marrocos
    dar um passeio de camelo!
    Acho que os funcionários da troika já se aperceberam que, estão a lidar
    com gente pouco competente … que, dizem a tudo que sim e, prometem
    sempre fazer mais, isto é, vão para além do exigido pela própria troika!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s