Dizem que a troika partiu porque eles a mandaram embora. Mas a troika não foi embora, disse apenas até já!

TroikaA troika foi-se embora, dizem eles. Parecem contentes, Passos, Portas, Rangel, Nuno Melo…pensam que não sabemos quem a chamou…Pensam que não nos lembramos da célebre frase de Marco António Costa para Passos Coelho,  numa reunião da Comissão Política do PSD: “Ou há eleições no país, ou há eleições no PSD”, como quem diz, ou corres com o Sócrates ou nós corremos contigo”.

Passos escolheu “correr com Sócrates” num momento em que Sócrates conseguia o apoio de Markel e da Comissão para uma ajuda a Portugal sem resgate, isto é, sem troika, como veio a acontecer com a Itália e Espanha.

Andam agora Portas, Rangel e Nuno Melo a “chamar” Sócrates à colação, esquecidos de tudo o que disseram e da alegria que invadiu os seus discursos e os seus corações quando se gabavam de o programa da troika ser afinal o seu próprio programa.

Dizem agora que estão contentes mas no fundo são capazes de não estar. Eles quiseram a troika, obedeceram à troika, adoraram a troika a ponto de a terem ultrapassado para lhe mostrarem como apreciavam as suas ordens. E adoravam-na tanto que não suportavam que alguém a contestasse. Veja-se como trataram os subscritores do Manifesto, insultados e destratados como “aquela gente”!

Chamam agora por Sócrates atirando-lhe à cara o “despesismo”…Eles que na última fase da anterior legislatura chumbavam no Parlamento tudo quanto fosse contenção da despesa…

Pensam que esquecemos como falavam nas gorduras do Estado que queriam cortar? Sabemos agora que para eles  as “gorduras”  eram afinal os vencimentos dos funcionários públicos e as pensões, os apoios sociais e o emprego, a educação e a saúde…

Dizem que a troika partiu porque eles a mandaram embora. É pena que  não tenham ido com ela. Mas a troika não foi embora, disse apenas até já!

 

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Governo, Política com as etiquetas . ligação permanente.

Uma resposta a Dizem que a troika partiu porque eles a mandaram embora. Mas a troika não foi embora, disse apenas até já!

  1. J. Madeira diz:

    O elogio da saída ? da troika feita pelo irrevogável p.portas
    das feiras, nem de político se pode considerar, não passa
    de uma tosca tentativa de ludibriar os portugueses, refazen-
    do a história recente de uma forma que, envergoha um
    qualquer vendedor de banha da cobra, figura típica das
    feiras e romarias … o mais acabado exemplo de pantomineiro!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s