Da imprudência do governador à lata do primeiro-ministro…

Em plena crise do BES, o Governador do Banco de Portugal anunciou que estavam a decorrer quatro auditorias forenses a várias instituições bancárias, sendo a mais grave a do BES. O governador não identificou quais eram as três outras instituições bancárias alvo das auditorias.

Passados alguns dias, e como era de esperar, os jornalistas, neste caso a RTP, descobriram que o Montepio é uma dessas instituições bancárias pelo que há dois dias que o Montepio é notícia de abertura dos telejornais com destaque nos jornais e nas rádios.

Ao anunciar auditorias forenses a bancos, sem dizer quais são esses bancos nem os motivos que o levaram a empreender essas auditorias, o Banco de Portugal está provocar alarme em todo o sistema financeiro. Possivelmente lá terá as suas razões mas parece imprudente vindo do  regulador. Não pode depois admirar-se se os portugueses começarem a retirar as suas poupanças para locais mais seguros do que os bancos portugueses.

Não bastaram já os erros cometidos com as fugas de informação no caso BES (que estão a ser escondidas debaixo do tapete sem que se conheça qualquer investigação) senão vir agora o Governador criar insegurança sobre o Montepio e sobre outros que falta identificar.

Se há burlas e fraudes que coloquem em risco o funcionamento de alguns bancos, então mais vale o Governador identificá-los e prevenir os cidadãos, em vez de fazer declarações ambíguas e generalistas como se fosse um comentador televisivo.

Passos Coelho na festa do Pontal no rescaldo da decisão do TC Vem a propósito referir a lata do primeiro-ministro, no Pontal, a falar da falta de ética nos negócios e na política como se fosse coisa de outros governos e de outros partidos. Até parece que o BPN, minado pela corrupção,  não era uma espécie de banco do PSD  e como se o seu partido não tivesse ao longo dos anos fornecido quadros ao BES e ao GES.

Um mínimo de decoro ficaria bem ao primeiro-ministro porque em política, mesmo no calor do Pontal, não vale tudo!

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Economia, Governo, Jornalismo. ligação permanente.

6 respostas a Da imprudência do governador à lata do primeiro-ministro…

  1. Banca é o maior antro de CORRUPÇÂO , o que ando a denunciar há mais de 30 anos .

  2. Maria Gil diz:

    Decoro da parte do 1º Ministro? Algum dia existiu? Passos Coelho deve ser a pessoa menos credível que existe. Não diz uma verdade! O seu discurso no Pontal, revelou mais uma vez a obsessão doentia que norteia todos os momentos da sua vida; atacar os pensionistas( sobretudo) e os funcionários públicos!
    Os 372 milhões que perde com o chumbo do Tribunal Constitucional, são uma ridicularia, comparada com os biliões que instila no BES, assunto a que se refere no Pontal, como se não tivesse nada a ver com isso! Será que pensa que todos os portugueses são estúpidos?
    Só o preocupa uma coisa, que deve ocupar todos os momentos da sua vida: a sua raiva aos pensionistas, ansiando passar os seus direitos conquistados ao longo de uma vida( para onde é que eles foram desviados?)…para quem não tem direito a eles, pois tem também que conquistar os seus!
    Depois…critica o Tribunal Constitucional, , pensando que ele existe para servir o Governo, e não para o seu único objetivo: proteger os direitos dos portugueses, através da Constituição!
    Que saudades da democracia!.

  3. Pingback: Quem pode confiar na fiscalização do sistema financeiro? | VAI E VEM

  4. cristof9 diz:

    Para quem gosta de analizar textos jornalisticos este post serve como bom exemplo de demonstrar um argumento com o exemplo contrario,ao melhor estilo anglosaxonico/judeu:
    1º alarme generalizado no sistema bancario- se p Bd>P tivesse nomeado as instituições provocaria um possivel sigificativo de aumento de levantamentos nos nomeados.
    2º a falta de etica negocios-politica tão caracteristica dos governos socraticos com ppp´s, leis aprovadas para favorecer grupos tipo ES,renovaveis e apoios que iam para os bolso de empresas fantasmas que eram criadas de proposito, solução do BPN, regulação incrivel do BdP/Constancio…que neste caso do Coelho teve o sentido oposto mas “provando” o argumento já decidido.

  5. Reblogged this on ergo res sunt and commented:
    Mais um texto com uma pontaria cirúrgica, Da Estrela Serrano, a quem endereço a minha admiração e endosso, subscrevendo-a, a opinião que, a este propósito, abaixo manifesta,

  6. J. Madeira diz:

    Não se trata de imprudência é antes, uma tentativa de fugir às responsabilidades
    que, começou por negar o afirmado anteriormente sobre aspectos que poderiam
    ser considerados fraudes detetados em setembro de 2013! Para mostrar que está
    atento resolveu atirar com as tais auditorias forenses … o que, revela a falta de
    qualidade do ainda, governador do BdP!
    O discurso do Pontal mais não foi de que, uma rábula de mau gosto dita por um
    actor de segundo plano para uma audiência de pessoas avençadas do PSD, para
    o País saiu a bravata de que, irá lavar a cara para se recandidatar!?!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s