As “cachas” de Marques Mendes

Marques Mendes aumento do IVAPassos nega aumento do IVAMarques Mendes continua a marcar a agenda jornalística, lançando balões de ensaio que o governo vem depois fingir que desmente. É uma táctica sobejamente conhecida mas que inexplicavelmente os jornalistas seguem, noticiando esses balões como notícia sua.

Marques Mendes anunciou este sábado, no seu espaço na SIC, que o PSD está a estudar a hipótese de aumentar a taxa normal do IVA, algo a que o CDS se opõe “terminantemente”. Disse o comentador: “A intenção da ministra das Finanças é a de passar o IVA dos 23% para os 24%. Claro que o Governo já tinha decidido, no próximo ano, passar o IVA de 23% para 23,25%.”

O primeiro-ministro veio já hoje fazer-se de novas, afirmando que “não está em cima da mesa aumento de impostos para este ano no Orçamento Retificativo“, acrescentando, contudo, que “não poder prever o futuro, caso as metas não sejam alcançadas“. De caminho, desmentiu ainda que existam “crispações no governo”, ao contrário do que afirmou Marques Mendes. isto é, o primeiro-ministro fingiu que desmentiu o comentador.

Como se fosse coisa natural um político, comentador televisivo e ex-presidente de um partido, dar notícias de semelhante impacto (como aconteceu noutras ocasiões, entre as quais, a do encerramento do BES e da criação do Novo Banco), os jornais, rádios e televisões repetem as “cachas” dadas por Marques Mendes, fazendo delas abertura de telejornais, manchetes de jornais e até editoriais, como foi o caso do DN, este domingo.DN capa aumento do IVA

É evidente que Marques Mendes tem o apoio do governo para lançar estes balões de ensaio, os quais se destinam também a passar recados dentro do próprio governo, não apenas entre parceiros da coligação – a ministra das Finanças de um lado, o CDS do outro-  mas também no seio do próprio PSD, em que alguns quererão contrariar e pôr em xeque ministros  do próprio partido.

O que se estranha não é que Marques Mendes use o espaço que detém na SIC da maneira que lhe mais convém, quer para  afirmação pessoal e politica, quer para ajudar o seu partido. O que se estranha e critica é que os jornalistas sigam acriticamente as “notícias” dadas pelo comentador, em alguns casos, fazendo-o até com maior segurança e convicção do que o próprio comentador.

Porque, das duas uma: ou o comentador é visto como porta-voz do governo (as “cachas” que Marques Mandes divulga são invariavelmente referentes a actividades do governo) ou os jornalistas encaram-no como um comentador e opinion-maker e então deverão  investigar e confirmar, antes de anunciar, as dicas de Marques Mendes.

Um dia destes um proprietário de jornais, rádios e televisões prefere contratar vários “marques mendes” a contratar jornalistas.  Se é para repetirem notícias  então mais vale ser o “original” a dá-las.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Imprensa, Jornalismo, Sociologia dos Média, Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

2 respostas a As “cachas” de Marques Mendes

  1. manuel pereira diz:

    Toda a sujidade emanada do governo e dos seus sabujos tem o cheiro conhecido dos pides,legionários e bufos. Filhos de tais pais e de mães de profissão mais que conhecida florescem nos ramalhetes com o lindo aspecto que estamos refartos de conhecer.

  2. EGR diz:

    Apenas me dá vontade de dizer: tudo isto me causa náusea; Marques Mendes, governo, jornalistas(?) etc.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s