Do debate ficou a raivinha do incumbente contra o opositor

“Quem ganhou o debate”, é a pergunta que os jornalistas fazem sempre após debates pré-eleitorais sejam entre candidatos do mesmo partido sejam de diferentes partidos. Também no primeiro debate entre Seguro e Costa a pergunta se repetiu.

A resposta possível pode ser esta: Se ganhar o debate é mostrar capacidade para agredir o adversário com questões pessoais e de caracter, Seguro ganhou aos pontos.  Atacou Costa directa e pessoalmente  chamou-lhe “desleal” e “traidor” (o povo gosta de “peixeiradas”).

Se ganhar o debate é manter-se fiel à estratégia traçada, não cedendo nem respondendo a provocações do adversário, Costa ganhou.

Mas um debate é um debate. E Costa não podia calar uma resposta dura aos ataques pessoais de Seguro. Porque para o “grande público”, quem cala consente.

Seguro surpreendeu pela agressividade que em alguns momentos quase se transformou em explosão de incontido rancor e desejo de vingança contra Costa, que lhe tirou o rebuçado da mão quando ele se preparava para o saborear. Seguro vê a sua eventual chegada ao poder como se fosse um sonho merecido de  menino bem comportado que merece o brinquedo.

Mas o must de Seguro foi a afirmação de que se demitiria se uma vez chegado ao governo verificasse que não podia baixar o IVA da restauração ou que precisava de aumentar impostos. Trata-se, porém, de uma afirmação irresponsável, mascarada de “coragem” e “respeito pela palavra dada”. Como é irresponsável  afirmar que baixa todos os impostos e aumenta isto e aquilo.

Costa não alinhou no registo de “resposta à letra” a Seguro, apesar de não  lhe faltarem argumentos, e com isso pareceu estar à defesa. A calma olímpica e a mera exposição de princípios não colhe na cultura jornalística e nos comentadores televisivos. Costa foi rigoroso na resposta sobre os impostos invocando as variáveis que impedem uma resposta séria a essa questão neste momento.  Mas isso não o faz ganhar debates.

Talvez amanhã o debate possa ser diferente. Se Seguro deixar a sede de ataque e vingança fora do estúdio e Costa não se limitar a deixar Seguro atacar sem ter a devida resposta. E, já agora, talvez Clara de Sousa possa encontrar questões que surpreendam os candidatos e os cidadãos que vão ver o debate.

Hoje o que ficou do debate foi a raivinha do candidato incumbente contra o seu opositor.

 

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Política, Sociedade, Sociologia dos Média, Televisão com as etiquetas , . ligação permanente.

3 respostas a Do debate ficou a raivinha do incumbente contra o opositor

  1. FERNANDO MONIZ diz:

    A minha opinião é que SEGURO GANHOU e quanto a isto não há volta a dar. A jornalista mascarou o mais que pode a sua vontade de ver Seguro a perder …mas não conseguiu os seus intentos…penso que é falta de preparação jornalistica. Agora o que mais me ficou a preocupar foi fragilidade das propostas dos dois no caso de serem candidatos a 1º. ministro deste reino florido à beira mar plantado.

  2. Deolindo Silva diz:

    Seguro está sofrendo de um autêntico suplício de Tântalo ao ver a fonte tão perto, cheia de água fresquinha e sem a garantia de poder matar a sede;o castigo é demasiado violento para quem se julgava o proprietário exclusivo da fonte.A este debate a que não podiam faltar as habituais doses de ataques pessoais, vão seguir-se as kalimerices e finalmente o espectáculo terminará com umas cenas de striptease de qualidade rasca para gáudio de uma assistência. que se deleita com esta invenção democracia que ainda muito vai dar que falar nestas terras lusas. Amen!

  3. luso diz:

    Os dois perderam.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s