O que pesou mais na escolha de António Costa, o candidato ou o partido?

Costa ganhouEm Fevereiro de 2012, escrevi aqui que “António Costa é porventura o político mais inteligente e preparado, não apenas do Partido Socialista mas de todos os partidos. Frio, calmo, negociador, líder nato. No PS  será o que quiser.”

Hoje, o meu vaticínio confirmou-se em condições mais difíceis do que imaginei. Falta agora a António Costa mobilizar o País como hoje mobilizou militantes e simpatizantes.

Importa analisar os resultados destas primárias, que foram esmagadores na afluência e na clareza da escolha. O que levou tanta gente a mobilizar-se em torno de um partido e de um candidato? O que pesou mais, o candidato ou o partido? Em que medida a rejeição do governo PSD/CDS influenciou a expressividade da votação em António Costa?

António Costa tem um peso próprio como político e como governante com provas dadas nas pastas que abraçou – Justiça e Administração Interna  -, que ultrapassa o seu partido. É também um homem culto e inteligente. O seu discurso é substantivo, ao contrário do que disseram muitos comentadores. Sabe ver além da conjuntura. É metódico e organizado. É capaz de ouvir mas não receia decidir. E é, além do mais, um líder carismático.

Estou certa de que os milhares que hoje lhe deram o seu voto fizerem-no mais por ele do que pelo Partido Socialista. E por isso o mérito e a legitimidade de António Costa são ainda maiores. A sua recusa em alinhar numa campanha de ataques pessoais valeu a pena. Como valeu a pena ter sido capaz de perceber o momento em que se esperava dele mais do que oferecer a face.

Valeu também a pena ter resistido à agenda mediática que lhe impunha que dissesse aqui e agora como resolverá daqui a um ano e meio os problemas para os quais o actual governo não tem soluções que não sejam aumentar impostos e cortar salários e pensões.

António Costa vai agora  ter de resistir à voragem mediática das perguntas que o aguardarão à entrada e à saída das portas que cruzar, pesando o poder da palavra, dizendo a palavra certa no momento certo e cumprindo as metas e os caminhos que o trouxeram até aqui.

Os que hoje o escolheram estarão à espreita.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Política, Sociedade com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s