Um Estado laxista

Uma das coisas mais estranhas do que vai sendo divulgado sobre os vistos dourados é o facto de alguns vistos terem sido concedidos no prazo de uma semana quando o normal é demorarem alguns meses.

Cabe perguntar se nos ministérios envolvidos na concessão de vistos não havia ninguém que se interrogasse sobre a rapidez da concessão desses vistos e tentasse saber  porque é que uns conseguiam o visto numa semana e outros não.

E o ministro Paulo Portas – o “rosto” dos vistos dourados – nunca fez o balanço da iniciativa nem analisou os dados que agora se conhecem, de que apenas 3 vistos criaram mais de 10 postos de trabalho, sendo que mais de 90% foram para o sector imobiliário, principalmente, compra de casas luxuosas? E o ministro não teve interesse e cuidado em verificar se o processo seguia procedimentos rigorosos e transparentes? Só lhe interessavam os montantes conseguidos com os vistos dourados? 

É certo que a informação que está a ser divulgada apresenta  ainda muitas lacunas. Mas do que se ouve e lê pode para já concluir-se que só um enorme laxismo ao mais alto nível do Estado pode explicar que os responsáveis máximos dos serviços de concessão de vistos dourados pudessem ter cometido os crimes de que são suspeitos.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Justiça, Política com as etiquetas . ligação permanente.

3 respostas a Um Estado laxista

  1. cristof9 diz:

    Laxismo? Foram altos quadros do Estado presos.Quem os nomeou não tem culpa de que patifes que se mostraram os tais altos niveis do Estado.

  2. André diz:

    A venda de casas serviu essencialmente para libertar passivo dos bancos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s