Esclareçam lá isso do motorista de Sócrates

Ouvi há pouco na RTP1 – programa “Sexta às 9” – que o motorista de Sócrates fez queixas do patrão ao DIAP mas negou (também ao DIAP) que tenha levado malas de dinheiro a Sócrates. No mesmo programa ficámos a saber que a “mãe se Sócrates” tinha uma casas numa terreola qualquer (não fixei o nome) a precisar de obras (da rua viam-se as janelas com algum caruncho) e como a casa parece que está fechada, a repórter conseguiu que um vizinho lhe mostrasse a casa por dentro, que é igual à da Mãe de Sócrates mas está em bom estado – 3 assoalhadas, uma cozinha remodelada e uma sala espaçosa, era assim a casa do vizinho igual à  casa da mãe de Sócrates. A questão que a peça procurava reportar é que a casa da Mãe de Sócrates, apesar do caruncho e outros defeitos, foi vendida por mais de 100 mil euros, quando o Sexta às 9  diz que naquele estado a casa não valia mais que uns trinta ou quarenta mil. (Qualquer pessoa pensará que a Mãe de Sócrates até é boa negociadora. Conheço muito boa gente que foi mudando de casa vendendo a anterior sempre a ganhar. Mas não era esse o ângulo de abordagem da RTP).

Reproduzir vídeo

A peça passou em revista outras casas da Mãe de Sócrates, visitou a casa de Paris, que “não tem vista para a Torre Eiffel” e deu abundantes pormenores sobre o que o DIAP pensa e acha daquela casa e das outras. É tudo de Sócrates embora esteja em nome do outro (o amigo). A peça tinha boas fontes: o DIAP e o jornal Sol.

O problema é que o DIAP devia entender-se primeiro entre si, pelo  menos sobre o motorista de Sócrates. É que  uns contam  histórias diferentes sobre o papel do homem e todos invocam fontes do processo (só pode ser, claro, porque certamente ninguém conseguiu falar com o motorista…a não ser que algum guarda da prisão tenha batido com a língua nos dentes). Até agora  dizia-se que o homem levava malas com dinheiro a Sócrates e que Sócrates era um “bom patrão”. Agora, a RTP diz que ele fez queixas do patrão mas não levava malas. Assim, fico confusa!

O caso Sócrates está a virar tudo ao contrário: enquanto a RTP tem o jornal Sol como fonte credível, a TVI demarca-se do tipo de jornalismo feito pelo Correio da Manhã pela voz de  Constança Cunha e Sá. Entre os comentadores também  há “demarcações” por causa de Sócrates: Ferreira Fernandes, com o seu imbatível humor,  desfaz a crónica de João Miguel Tavares, no Público.

Como se isto não bastasse até o circunspecto advogado Proença de Carvalho veio dizer que o juiz “Carlos Alexandre é o super-juiz dos tablóides“.

Que mais irá acontecer?

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Jornalismo, Justiça, Política com as etiquetas . ligação permanente.

8 respostas a Esclareçam lá isso do motorista de Sócrates

  1. Maria Dulce diz:

    Sandra Felgueiras a comentar casos de justiça é do melhor que há.

  2. na minha ignorancia, prevejo um arquivamento , uma vez que sao tantas as contradiçoes quem duvida nao há condenado.
    E, assim, tudo ficará bem

  3. benedito diz:

    ora bolas…tudo isto aconteceu porque o amigo de de socrates não já aguentava mais ser chantageado de tantos milhões que o socrates lhe pedia todos os meses que resolveu dar com o dente a lingua …e entregou tudo a policia pois assim achou que era melhor estar na cadeia do que sofrer… a entregar os milhões , que com a crise já estava aos tostões…

  4. cristof9 diz:

    Isto até parece uma telenovela tipo pescadinha de rabo na boca : anda meio mundo a comentar não factos mas o que a outra metade disse. Felizmente aqui com educação e sem censura o que é sempre de enaltecer. Faz pena gente inteligente avançar com ofensas bouçais, baixando o nível, sem discutir os problemas com argumentação lógica.

  5. Guilherme Proença diz:

    E, infelizmente, o jornalismo já era mau antes deste caso, não está pior, e não é sobretudo pior que no resto do mundo. O alardeado, mas não lido, artigo do correspondente (em Madrid) do Libération (considerado “de esquerda”, por gente de direita ou por quem nunca o leu, claro), baseou o seu artigo (ainda chamam artigos a crónicas de opinião) no Correio da Manhã e no Sol, sugerindo que estes resistentes sempre disseram a “verdade” sobre Sócrates e tomando José (ou João?) Miguel Tavares como editorialista do Público, terminando com uma frase de origem absolutamente desconhecida “réseau sophistiqué de sociétés-écrans contrôlés par Sócrates”. Nem copiar sabem.

  6. José Rodrigues diz:

    Terá certamente reparado que S Felgueiras, para sustentar a tese de que a mãe de JS terá vendido as suas casas no Cacém muito acima do valor do mercado, comparou o valor dessas vendas nas datas em que os negócios se concretizaram com os preços actuais, sem sequer se dar ao incómodo de nos informar qual foi a evolução que o mercado local entretanto sofreu.

    Como interpretar esta actuação: distracção, incompetência ou má-fé?

    JRodrigues

  7. A.M. diz:

    Estrela Serrano, a dialogar com o DIAP…
    Como este não fala (ninguém o ouviu…), e por certo não ouve, até por falta de credenciação processual da interlocutora, receio bem que E.S. esteja a falar para o boneco…

  8. EGR diz:

    Eu, modestamente, penso que o MP deveria recrutar, a título excepcional, a D. Sandra Felgueiras e a D Felicia Cabrita para integrarem os seus quadros.
    Custa-me ver tais talentos desperdiçados .

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s