António Costa pôs a direita em êxtase…

António Costa e os chinesesAs reacções de incontrolado júblio do PSD e CDS causadas pelas declarações de António Costa num encontro com investidores chineses não são normais.

Começaram na passada quarta-feira, logo de manhã, na Antena 1 com o inefável euro-deputado Nuno Melo, muito apreciado pelo seu verbo trauliteiro, a reproduzir essas declarações no programa que detém semanalmente às quartas-feiras, na Antena 1 e depois prolongou-se pelo dia todo noutros media, incluindo as redes sociais. Houve declarações de deputados da maioria e até o ministro da presidência se pronunciou. É obra!

Não é normal que o facto de António Costa ter dito que o País está “diferente” de há 4 anos tenha provocado tal alarido. Bem sabemos que António Costa não costuma ser simpático para com o governo mas não é caso para a maioria ter ficado tão eufórica com a “migalhinha” do elogio de Costa. Só mesmo uma grande carência “afectiva” de gente que se sente mal-amada justifica o êxtase em que ficaram PSD e CDS!

Jornalistas e comentadores aproveitaram também as palavras  “generosas” de Costa e o caso passou a tema de topo da comentadoria institucionalizada. Vai ainda durar uns dias porque o ciclo dura geralmente uma semana que é a periodicidade mais frequente dos comentadores nos diversos jornais, rádios e televisões. Até passar por todos vai manter-se na agenda. Começou numa quarta-feira e antes de passarem oito dias não sai de cena. Lá para quinta muda o disco.

António Costa é por vezes desconcertante. Tem um discurso estruturado, tem credibilidade e  auto-confiança, qualidades essenciais num político. Há nele uma  bonomia que o impede de ter reacções primárias, isto é,  perante um “caso” espera que a poeira assente para reagir. Foi o que fez agora, deixou a direita encher o balão durante mais de um dia e só depois veio picá-lo, com ironia e humor.

 

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Governo, Política com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

7 respostas a António Costa pôs a direita em êxtase…

  1. Abraham Chévre au Lait diz:

    Confessa que o País está diferente,mostra o António José Seguro que tens dentro de ti,vá lá!

  2. RFC diz:

    Correcção. Alfredo Barroso e não o seu primo Eduardo, claro.

    Sem erros.

  3. RFC diz:

    Adenda. EGR, em especial: a informação sobre a desfiliação de Alfredo Barroso também foi martelada uma e outra vez pela voz de Ana Lourenço (com direito a infografia, imagens sorridentes de arquivo e tudo), durante a noite de ontem na SIC N. Digo-o porque estranhei tanto barulho e fui para a frente do ecrã não fosse perder o momento em que o próprio surgisse em estúdio para uma entrevista-sensação anti-PS militante (ele poderá dizer se ontem foi convidado pela SIC N para se prestar a isso, se ainda não o fez). Será oporruno recordar que o Alfredo Barroso acabou removido* há uns tempos, com uma palmadinha nas costas (e um pontapé para se apressar, disse-o na altura), deixando de fazer parte do grupo de comentadores que estava na SIC N. Mas em tempos de desfaçatez no sector nunca se sabe, e nada nos diz que a Impresa não o tenha tentado.

    * Explicação de Eduardo Barroso na altura, cito-o: «Digo «removido», porque me parece ser um bom compromisso entre o termo «dispensado» (politicamente correcto) e os termos «despedido» ou «corrido» (politicamente incorrectos)».

  4. Fernanda Gomes diz:

    De acordo, cara Estrela Serrano.
    Repare: os noticiários vivem de “diz-que-disse”, de reacções, declarações, só “paleio”, desculpe o termo, quando o importante seria darem notícia de factos, acontecimentos. Ontem, mesmo, o que se discutia era a declaração de Costa e, no entanto, o Governo aprovava a lei autorizando o jogo on line, que é uma matéria importante, envolvendo enormes e variados riscos, como muito bem alertou há tempos, o prof. Correia de Campos. Ninguém ligou. O importante era a “boca”
    Mas vivemos num país, cuja comunicação social é totalmente controlada pela Direita. O Governo está em campanha e a tirada de um deputado sem obra que se veja mas trauliteiro o bastante para animar as conversas, essa tirada é que produziu efeito.

  5. Humberto Tiago diz:

    como trabalho de peão de brega e branqueamento está fraquinhooooo este relambório pueril … usa sabão macaco e talvez percebas a nódoa e o alcance do oportunismo e falte de vergonha do Costa e – era o Barroso que dizia ? – do gangue de oportunistas que tomou de assalto o PS

  6. RFC diz:

    Duas ou três notas, breves. Uma. Que logo depois surgiu uma reacção de fonte da direcção do PS, vinda da agência Lusa, em que classificava as palavras de António Costa como embebidas de «sentido de Estado». Lembrei-me das figuras secundárias da direcção de António José Seguro no PS (é preciso identrificá-los?… de três ou quatro personagens eu lembrei-me de repente), que, ainda por cima, davam a cara em inenarráveis declarações formais no estrado do largo do Rato, e em que o alegado sentido de Estado ou de qualquer coisa de semelhante se metamorfoseava em falta de sentido do ridículo. Duas. Que, não por acaso, as palavras foram replicadas, sucessivamente, pelo inverso do inefável Nuno Melo (leia-se o sentido correcto da palavra, apesar da vulgata usada pelos media portugueses), o forcado (!) Duarte Marques como bem o crismou o Valupi no Aspirina B, o grunho Hugo Soares da JSD e o menino Michael Seufert do CDS: tudo gente de calções que vive desde a infância no sentido de ridíulo, embora na margem direita, e que agora veio à tona como ratos sobreviventes nas águas pútridas da política portuguesa. Três. Que, e isto é evidente deveria ter dito, que o aparelho do PSD/CDS tem uma *célula* pronta a actuar no Expresso online: e foi ver o Bernardo Ferrão, Pedro Santos Guerreiro e Henrique Monteiro em uníssono, com alguns outros tipos menores como os tarefeiros Daniel Oliveira e Henrique Raposo, a pegarem nas latas de dinamite e a sairem do esgoto. Por fim, e para fechar o triângulo, daremos um salto do Expresso para a Impresa e chegaremos à SIC N, onde o próprio texto lido pela/o pivot de turno passou a referir-se como tendo António Costa dito «que o país está melhor»… E assim estamos, diferentes para melhor não é?

  7. EGR diz:

    E a Antena 1 até fez hoje um “Antena Aberta” sobre o assunto tomando como pretexto a anunciada saída, do PS de Alfredo Barroso ! verdadeiramente comovente !
    .

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s