Sarkosy, Cristina de Bourbón e… José Sócrates: a justiça cá e lá

Uma cegueira ofuscante

J.-M. Nobre-Correia

25/11/2014

25/11/2014

“(…) será que a Justiça em Portugal é de uma extrema coragem e eficácia, e que nos nossos vizinhos mais próximos ela é tragicamente pusilânime e atrozmente deficiente ? Ou é que, comparada com a maneira como funciona a Justiça noutros países, haverá sobejos motivos para duvidar do seu funcionamento em Portugal, da legislação que a rege e até da “cultura” que reina no mundo judiciário ?

(…)

Cristina de Espanha acusadaEm Espanha, Cristina de Borbón, filha de Juan Carlos e Sofia, irmã de Felipe, está desde abril de 2013 imputada de delito fiscal no chamado “Caso Nóos”, um dossiê caraterizado por corrupção política, malversação, fraude, prevaricação, falsificação e branqueamento de capitais. Porém, mais de dois anos depois, o ministério público espanhol não achou necessário pôr a dita Borbón em detenção e muito menos em prisão preventiva. “Consequência de um arcaico regime de monarquia”, dirão republicanos de boa fé. Mas o caso de Nicolas Sarkozy, em França, mostra que não é bem disso que se trata…

Nicolas Sarkozy à saída do tribunal, em Bordéus, 23/11/2012

Nicolas Sarkozy à saída do tribunal, em Bordéus, 23/11/2012

Antigo presidente da República (2007-2012), Sarkozy está atualmente indiciado em cinco dossiês judiciários : Tapie (escroqueria em banda organizada), Sondagens do Eliseu (desvio de fundos públicos), Bygmalion (escroqueria e desvio de fundos em proveito da sua campanha eleitoral para a presidência) e Azibert (corrupção ativa e tráfico de influências sobre o ministério público), aos quais vem juntar-se o gravíssimo dossiê Kadhafi (financiamento pelo ditador líbio da campanha eleitoral de Sarkozy para a presidência da República francesa).

Em todos estes casos, Sarkozy foi apenas posto em detenção preventiva (“en garde à vue”) em julho de 2014, durante 15 horas, no caso do dossiê Azibert, no qual o antigo presidente da República teria procurado influenciar o desenrolar do processo judiciário Woerth-Bettencourt (financiamento ilegal da campanha presidencial do mesmo Sarkozy).

(…)

“Serão a Justiça espanhola e a Justiça francesa exemplos mesmo de mau funcionamento perante uma Justiça portuguesa exemplar ? Será uma admirável intrepidez da Justiça portuguesa que a levou a pôr em prisão preventiva durante mais de seis meses um indiciado, não se preocupando corajosamente com o estatuto social do dito indiciado ? Ou será antes que, como afirmam diversos juristas, o juiz e o procurador de justiça do “caso Sócrates” estão pura e simplesmente a agir à revelia da mais elementar noção de Estado de direito ? Ou, como afirmam também observadores avisados, estão a praticar uma fria “vingança mesquinha” em relação a quem, como primeiro-ministro, privou “a classe” deles de exuberantes privilégios e mordomias ? (…)”

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Justiça, Sociedade. ligação permanente.

6 respostas a Sarkosy, Cristina de Bourbón e… José Sócrates: a justiça cá e lá

  1. Cristof9, a corrupção é um grande prejuízo para a sociedade e, postanto, para todos nós. Mas Portugal não é um país de corruptos, embora pareça, lendo as notícias e temos uma justiça que usa os media para esta condenar políticos mas tem dificuldade em apresentar as provas da corrupção.

  2. cristof9 diz:

    O que me espanta é que os socraticos não acham que a corrupção seja o maior prejuizo para o desenvolvimento do país; ao contrario da UE , OCDE e ONU. A fé que não os deixe amolecer a exigencia.

  3. Luis FA diz:

    Goste-se dele ou odeie-se, basta ter alguns dedos de testa para entender que o José Sócrates é um preso político neste momento (e o “neste momento” é fundamental, pois cada coisa acontece no seu tempo…). Tudo o resto, separação de poderes, blá, blá, é fogo de vista para justificar a trafulhice.

  4. Eduardo Bramão diz:

    Podemos começar a pensar com redobrada lógica que os principais e últimos objectivos do caso Sócrates não são o apuramento das suas alegadas irregularidades mas conseguir prejudicar e mesmo arrasar a campanha do PS. As coincidências e a evolução dos acontecimentos começam a desvendar um esquema organizado entre vários poderes de topo. Mais uma mão escondida atrás do arbusto…

  5. J. Madeira diz:

    Em causa parece estar a qualidade dos operadores da Justiça
    e, não só … pois, diz-se a propósito do caso Sócrates que, é
    mais um problema político em que todos assobiam para o lado!!!

  6. A.M. diz:

    ‘Escroqueria em banda organizada’… WTF?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s