Presidente de todos os portugueses?

Cavaco-silva-bulgariaO Presidente da República entrou decisivamente em campanha eleitoral pela coligação PSD-CDS. Na Bulgária e na Roménia, com os microfones dos repórteres que o seguem por perto, o Presidente vai  mandando  elogios ao governo para os jornais e os telejornais. Perdeu o distanciamento face aos partidos que nunca verdadeiramente teve mas agora fá-lo com falta de decoro. Dir-se-ia que o Presidente optou por terminar o mandato antes do tempo. Cavaco Silva já não é o Presidente de todos os portugueses. É um Presidente enfeudado, prisioneiro de dois líderes partidários – Passos e Portas – que no fundo detesta e que também o detestam. É uma troika feita de fingimento, cada um detestando os outros dois.

Olhando para a justiça através das vozes de  juristas de vários quadrantes que têm vindo a público, ouve-se que o Juiz Carlos Alexandre e o procurador Rosário Teixeira metem água por todos os lados no caso Marquês e, quanto ao juiz, também no caso BES. Mas o Tribunal da Relação dá-lhes sempre razão, fica tudo em família.

Do lado do governo, o primeiro-ministro não esconde o prazer que lhe daria ver a Grécia entrar na bancarrota e continua coladinho à linha dura que quer o castigo de Tzipras e de Yaroukakis pela ousadia que tiveram em não cederem às exigências absurdas e vingativas dos mandantes da União. Passos promete o que ninguém se atreve a prometer, isto é, que Portugal “aguentará” a saída da Grécia do Euro porque tem os cofres cheios para viver até final do ano (quando, espera-se, ele e os seus parceiros do Caldas e de Belém darão “corda aos sapatos” para desandarem, como diz o ministro vendedor da TAP).

Maria Luís Alquerque, certamente a pensar que quem vier a seguir descobrirá que os cofres estão cheios, mas de dívida, vem lembrar que o País continua com um “pedregulho às costas” e que assim irá continuar por uns bons tempos…

Este é o país que temos a poucos meses de decidirmos se queremos continuar com o “pedregulho às costas” ou se queremos atirar porta fora quem nos atou ao pedregulho.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Governo, Presidente da República, Sociedade. ligação permanente.

2 respostas a Presidente de todos os portugueses?

  1. cristof9 diz:

    Se as negociações com os gregos falharam o Pedro Passo Coelho e o Cavaco têm muita culpa.

  2. j.azevedo diz:

    este cavalheiro,como já não tinha ninguem que dele gostasse,decidiu em fim de mandato voltar para os braços do “povo de direita”.assim reformado,já pode sair à rua,pois há sempre um direitolas a cobrir-lhe o costado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s