Revistas “cor de rosa”

Durante semanas, revistas “cor de rosa”, também chamadas  da “sociedade”, entrevistaram Maria Elisa a propósito do lançamento de um livro no qual ela relata experiências pessoais e profissionais. Acompanhando a difusão do livro, algumas capas dessas revistas mostraram fotografias de Maria Elisa como vítima de “assédio”, “guerra”, “perseguição”, “inferno”.  Junto dela, a  fotografia de José Sócrates estabelecia perante o leitor a inevitável associação deste às terríveis situações vividas  por Maria Elisa.

Eis, porém, que hoje mesmo Maria Elisa veio esclarecer a instrumentalização de que o seu livro e a sua entrevista foram alvo numa dessas revistas, utilizando o Direito de resposta:

Maria Elisa direito de resposta

 

Eis a capa que motivou o Direito de resposta da Maria Elisa:

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Jornalismo, Política, Sociedade, Sociologia dos Média. ligação permanente.

6 respostas a Revistas “cor de rosa”

  1. j.azevedo diz:

    estou de acordo com o j madeira.só com grandes multas e a obrigação de na mesma revista se retratarem pedindo desculpa,este pais pode subir mais uns degraus na escala da deçência!

  2. j.azevedo diz:

    é o povo que lê este tipo de revistas,cujo dono persegue josé socrates há varios anos (desconheço o motivo) que vai votar daqui a 3 meses.estamos fritos mais uma vez.somos um pais de brandos costumes e que ainda acredita nos vendedores de banha de cobra!

  3. Não consigo perceber como é que há tantas publicações que resistem a casos e casos destes. A ingerência na vida privada das pessoas ou a atribuição de declarações falsas a determinadas pessoas de forma deliberada não é tolerável pela implicação que tais atos podem ter. É preciso encontrar soluções!

  4. O Estado a que chegamos é simplesmente nojento e urge por-lhe cobro!
    Nao me lembro de em 40 anos ter visto uma pessoa ser tão perseguida como José Socrates!

  5. J. Madeira diz:

    Isto é em todo o seu esplendor a LIBERTINAGEM de expressão!
    Só se podem combater estas formas insidiosas de vender uma
    revista, aplicando coimas acima do 500 mil euros … sem recurso
    e, curto prazo para pagamento sob pena de penhora do título e
    todos os bens associados!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s