O texto e o sub-texto dos novos cartazes do PS

A direita acusa o PS de não se demarcar dos governos de José Sócrates.

Acontece que o PS fez dois cartazes em que, num deles,  uma mulher se diz “desempregada há 5 anos” e, no outro, outra mulher afirma estar “a recibos verdes” desde 2011.

Há 5 anos (2010) Sócrates era primeiro-ministro e em 2011 Sócrates foi primeiro-ministro até Junho.

O que é então que a direita critica?Cartaz PSmulher dsempregada

cartaz PS precária

Atendendo à letra dos cartazes, se no primeiro cartaz é perfeitamente claro que a crítica ao desemprego incide num período em que o governo era do PS, já no segundo, a mensagem joga na ambiguidade, uma vez que o governo Sócrates governou apenas até Junho de 2011. Dado que a mensagem escrita no segundo cartaz não refere uma data específica, fica a ambiguidade da mensagem.

Seria esse o objectivo do PS, isto é,  conseguir no primeiro cartaz uma demarcação clara relativamente ao passado e no segundo deixar que a ambiguidade da data  (meio ano de governo socialista e meio ano de governo da actual coligação) funcione como uma espécie de “transferência de responsabilidade”, isto é, a  situação precária da mulher (a “recibos verdes”) passou, com o governo da coligação de direita, a ser “um bom emprego”?

Há no primeiro cartaz um texto claramente apreensível. No segundo há um sub-texto que requer desconstrução.

Parece demasiado sofisticado, mas não é crível que os cartazes não tenham sido concebidos em função de uma determinada mensagem.

Seja como for, com estes dois cartazes o PS quebra o tabu de que era acusado pela direita: não criticar o governo Sócrates. Estes cartazes são simultaneamente uma crítica ao desemprego que já se verificava “há 5 anos” e aos “recibos verdes” que com a direita se tornaram “um bom emprego”. Está derrubado o tabú!

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Política, Sociologia dos Média com as etiquetas , , . ligação permanente.

2 respostas a O texto e o sub-texto dos novos cartazes do PS

  1. cristof9 diz:

    Como certamente mais pessoas concordam o PS não precisa de publicitário novo, precisa de ideias novas. E agora a palhaçada da pessoa que foi escolhida, é mau de mais para quem quer mostrar responsabilidade. Façam o que o Marcelo aconselhou : faça-se de morto até as eleições; ainda se arrisca a perde-las , o que vai fazer uma semana de risos do Seguro.

  2. Maria salgado diz:

    As pessoas estão tão cansadas dos jogos políticos. Tudo o que é politico não vêm, não ouvem e mudam de canal. Além, que a Comunicação social não é isenta. Eu sou exemplo disso.
    Quem sabe se com cartazes bem grandes, mesmo ambíguos, não resultem!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s