Tiro no pé

Sócrates jantar_770x433_acf_cropped
A presença permanente das televisões junto da casa onde José Sócrates se encontra em prisão domiciliária, com as câmaras apontadas à porta envidraçada da entrada onde a polícia verifica a identidade dos visitantes, é um exercício de puro voyeurismo que nada tem a ver com jornalismo. Trata-se, como Fernanda Câncio escreve hoje no Diário de Notícia, de um “Big Brother Sócrates”.

Pode perguntar-se porque razão as televisões mobilizam meios humanos e técnicos dias a fio para filmarem os políticos que visitam Sócrates. Pelas perguntas que lhes fazem à entrada e à saída deduz-se que estão muito interessadas em saber pormenores sobre o estado de espírito e a vida privada de Sócrates, o que pensa, o que come, o que faz. Porém, estão apenas interessadas em manter as audiências que Sócrates lhes proporciona.

A princípio, Sócrates não estava visível mas depois passou a vir receber as suas visitas à porta interior e então as câmaras de televisão passaram a encostar ainda mais ao vidro da porta para lhe captarem o sorriso e a cor das camisas. No estou certa de que ganhe alguma coisa com isso.

Os políticos que visitam Sócrates poderão não se incomodar com o assédio mediático, alguns gostarão até da mediatização de que são alvo. Mas espera-se, pelo menos, que percebam que eles são apenas o pretexto dos media para manterem Sócrates na agenda e que as suas declarações, à entrada ou à saída, são o pasto que alimenta o voyeurismo  instalado à porta n.º 33 da rua Abade Faria.

A divulgação da fotografia de José Sócrates e dos amigos à mesa no dia do debate entre Passos Coelho e António Costa, acompanhada de comentários dos convidados sobre as reacções de Sócrates, é um enorme tiro no pé, incompreensível em políticos experientes que não podiam ignorar o aproveitamento que a direita e os media que lhes são próximos dela fariam. Um pouco mais de recato seria recomendável.

Se os políticos que visitam Sócrates continuarem a alimentar os repórteres que diariamente assentam arraiais à porta da sua casa, e  Sócrates continuar a acompanhá-los à porta, o arraial continuará indefinidamente, conferindo ao caso um lado mundano que não se coaduna com o estatuto de um ex-primeiro-ministro nem com o seu empenho em provar a sua inocência.

Há ainda um outro lado, menos falado, do circo mediático montado à porta de Sócrates, que diz respeito às pessoas da sua família ou amigos sem estatuto de figuras públicas que o têm visitado e são filmadas sem pudor de quem as filma, como foi o caso de sua Mãe, perseguida pelas câmaras de televisão, microfones estendidos quase lhe batendo na cabeça, ou o de uma senhora que já foi apontada como “amiga”, “namorada”, “secretária”, por aí fora.

Não há palavras para classificar este tipo de “jornalismo” que só pode escrever-se com aspas. Mas também não há palavras para a exibição de alguns dos políticos que o têm visitado e se prestam à conversa de chacha com quem à saída lhes põe o microfone à frente.

 

 

 

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Jornalismo, Televisão com as etiquetas , . ligação permanente.

7 respostas a Tiro no pé

  1. O seu comentário é do género de quem pensa que os media são meras correias de transmissão: se alguém lhes “passa” uma fotografia ou uma “cacha” eles, obedientes, só têm de publicar….Bela noção do que é o jornalismo!

  2. cristof9 diz:

    Será que vexa não se coloca na posição de mais papista que o papa. O preso 44 ou alguem amigo publica esta foto e vexa continua a dar tiros na comunicação social!! será que o socrates não gosta? será que não serve a sua estratégia? pense lá com calma uns dias e … em silencio

  3. Eduardo Costa Dias diz:

    Um grande tiro no pé.Com ou sem José Lello como porta voz.

  4. J. Madeira diz:

    A questão não está no ganho que José Sócrates possa ter com a situação!
    No meu entender, em causa estão os média envolvidos no “cerco” e, no topo
    são os “directores” ou responsáveis pela actuação dos “estagiários” para
    jornalistas que povoam a rua e, de caminho, proporcionam um lucro estimado
    em mais de 2 milhões de euros à Telepiza segundo, um estudo encomendadio
    pelo”Expresso”! Se está inocente como se declara, José Sócrates não tem
    que se esconder, quanto ao prejuízo para o PS não passa de “treta” dos co-
    mentadeiros e os montes de “politólogos” que infestam e se governam nos
    meios de comunicação social !!!

  5. manuel branco diz:

    desconfio que depois de antónio costa ter mandado passos coelho juntar-se ao grupo de convivas, à pizza e à água do luso, nem a foto nem o folhetim à entrada e à saída surtem qualquer efeito. tem todo o ar duma tentativa de colagem, tipo beijo da morte.

    do lado de costa, e no que respeita a passos e companhia a resposta está dada e é clara. ficou tudo dito.

    para o antigo pm fica uma dúvida e um comentário. a dúvida é sobre o sentido de voto dele. o comentário é lembrar a princesa diana a queixar-se dos paparazzi e a dar-lhes milho. no fundo, no fundo, ela não podia viver sem eles – e também por isso o antigo pm vem à porta dizer adeus. não acredito que o tempo volte atrás – isso só na cantiga do antónio mourão.

  6. Desta vez não concordo consigo Prof. Estrela Serrano.
    Esta fotografia é uma forma muito inteligente de responder à calúnia (mais uma) que a Comunicação Social do costume colocou a circular, a de que Sócrates está a viver numa “casa de luxo”. Foi mais uma ofensiva inqualificável e que tenta fazer de todos nós parvos.
    Sócrates responde com esta fotografia para que todos possam ver que o “luxo” em que vive é o mesmo da casa de milhares de famílias da classe média portuguesa.
    O CM não percebeu o logro e meteu a fotografia na capa, mas logo o Jornal Observador vem com uma “peça noticiosa” online que nos mostra que, embora com atraso, acusaram o toque. É um artigo que se intitula qualquer coisa como “veja as 7 curiosidades desta fotografia”.
    Também não vejo grande mal que Sócrates venha à porta “mostrar o seu sorriso e a cor das suas camisas”. Mostra que existe, que está aonde o mandaram estar, que não fugiu, nem pretende fazê-lo.
    O que eu não percebo é como é que há tanta gente que quer varrer Sócrates para debaixo do tapete. É obviamente uma hipocrisia intolerável, seja de que lado for que se pegue neste caso.

  7. Maria diz:

    Francamente, Estrela Serrano, tenho acompanhado o seu espaço mas hoje desiludiu-me. Tanto este post como o artigo de Fernanda Câncio não só eram desnecessários como ajudam ambas a dar o tiro no pé ao PS e a António Costa. Caramba!! Pensem porquê. Enfim… Desilusão! Desilusão!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s