A fuga de informação sobre o Banif deu muito jeito à direita

Cecíia MeirelesA fuga de informação divulgada pela TVI num texto passado em “rodapé”, sobre a situação do Banif, foi usada pelo CDS na discussão parlamentar desta quarta-feira como um dos principais argumentos para votar contra o orçamento rectificativo que acabou por ser aprovado com a abstenção do PSD, embora este também tenha usado esse argumento.

De acordo com os dois partidos, foi essa fuga de informação que precipitou a decisão do governo de vender o Banif ao banco espanhol Santander com custos muito elevados para os portugueses. Da discussão havida e dos argumentos paupérrimos do PSD e do CDS, negando as evidências sobre a situação a que deixaram chegar o Banif, branqueando factos como a carta da comissária europeia a aceitar o adiamento de uma decisão sobre o bvannco, a pedido do anterior governo, para não prejudicar a “saída limpa” da troika e depois, as eleições, conclui-se que a fuga de informação da TVI funcionou para a direita como uma espécie de “alibi” para lavar as mãos do descalabro do Banif.

A  fuga da TVI foi relacionada pela deputada do CDS, Cecília Meireles, com o facto de o banco Santander ser um dos accionistas da Prisa. “Quem potenciou esta fuga de informação?”, “Quem é que embarateceu aquele banco para alguém o comprar? questionou Cecília Meireles, lançando assim uma gravíssima acusação à TVI (que esta, aliás, deveria esclarecer em tribunal, já que a sua idoneidade foi posta em causa).

Não é a primeira vez que fugas de informação afectam o sistema financeiro. Todos nos recordamos do caso BES em que a notícia da resolução e da divisão entre banco bom e banco mau foi dada pelo comentador Marques Mendes, antes do Banco de Portugal a anunciar. E também, sobre o mesmo caso, da fuga de informação denunciada pela  CMVM que na altura abriu um processo de investigação para apurar a existência  de utilização de informação privilegiada quando se verificou o descalabro das acções do banco.

Em Portugal, o jornalismo é muito permeável a fugas de informação, sendo que no jornalismo económico essas fugas causam geralmente grandes prejuízos ao País ou a algumas instituições em prejuízo de outras. Quem não se recorda também de como determinadas notícias e opiniões estrategicamente colocadas nos media fizeram aumentar,  em 2011, a um nível insuportável, os juros da dívida portuguesa precipitando o pedido de resgate e a vinda da troika?

Portugal é um país de fugas de informação. Seja na justiça (sobretudo nos processos que envolvem políticos) na política ou nos meios económicos e financeiros, ninguém pode “atirar pedras” porque todos as praticam. E nos meios jornalísticos, alguns dos quais agora colaram às teses do CDS e do PSD a propósito da fuga da TVI sobre o Banif,  também ninguém está inocente.

Daí que ver o partido de Paulo Portas, o político com menos credibilidade para falar dos “pecados” dos outros quanto a fugas de informação, justificar com a “fuga da TVI, a irresponsabilidade e a incompetência do governo de que fez parte no descalabro do Banif, não deixa de ser uma mistificação que só pode enganar quem não tem memória.

Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Economia, Governo, Imprensa, Jornalismo, Televisão com as etiquetas , , , . ligação permanente.

3 respostas a A fuga de informação sobre o Banif deu muito jeito à direita

  1. feliciano diz:

    A Política com um Novo Paradigma

    BPN, BES, Novo Banco, Banif… e… por aonde é que anda a capacidade negocial do contribuinte!!!???!!!???!!!
    .
    Ora, de facto, por muitos mestres/elite em economia que existam por aí… porque é que quem paga (vulgo contribuinte) não há-de ter uma palavra a dizer!!!???!!!???!!!
    .
    Mais, foram mestres/elite em economia que enfiaram ao contribuinte autoestradas ‘olha lá vem um’, estádios de futebol vazios, BPN, BES, Novo Banco, Banif, etc.
    .
    .
    O CONTRIBUINTE NÃO PODE IR ATRÁS DA CONVERSA DOS PAROLIZADORES DE CONTRIBUINTES – estes, ao mesmo tempo que se armam em arautos/milagreiros em economia (etc), por outro lado, procuram retirar capacidade negocial ao contribuinte!!!
    .
    Mais, quando um cidadão quando está a votar num político (num partido) não concorda necessariamente com tudo o que esse político diz!
    Leia-se, um político não se pode limitar a apresentar propostas (promessas) eleitorais… tem também de referir que possui a capacidade de apresentar as suas mais variadas ideias de governação em condições aonde o contribuinte/consumidor esteja dotado de um elevado poder negocial!!!
    -» Ver blogs « fimcidadaniainfantil.blogspot.pt/ » e « concorrenciaaserio.blogspot.pt/ ».
    .
    .
    .
    Anexo:
    O CONTRIBUINTE TEM QUE SE DAR AO TRABALHO!!!
    -» Leia-se: o contribuinte tem de ajudar no combate aos lobbys que se consideram os donos da democracia!
    —»»» Democracia Semi-Directa «««—
    -» Isto é, votar em políticos não é (não pode ser) passar um cheque em branco isto é, ou seja, os políticos e os lobbys pró-despesa/endividamento poderão discutir à vontade a utilização de dinheiros públicos… só que depois… a ‘coisa’ terá que passar pelo crivo de quem paga (vulgo contribuinte).
    -» Leia-se: deve existir o DIREITO AO VETO de quem paga!!!
    [ver blog « Fim-da-Cidadania-Infantil »]

  2. llopes49 diz:

    Quando é que estes ladrões vão presos ?.

  3. J. Madeira diz:

    A fuga de informação deveria ser investigada pelo M. Público pelos alegados prejuízos
    causados! Mas, o mais ridículo da situação é ver o tipo de questões postas pelo PSD
    e pelo CDS-PP, interrogam se não havia outra opção? Porque não deixaram o caso pa-
    ra o próximo ano? Claro que, isto só revela que foi por razões de natureza eleitoral que
    o assunto não foi resolvido em três anos, para não serem acusados de rebenta bancos!
    Curiosa é a entrevista dada pelo administrador executivo do Banif ao culpar o governa-
    dor do BdP e, reafirmar que todas as contas do banco estavam em ordem e auditadas!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s