O Público e o Conselho de Estado: areia para os nossos olhos

Conselho de Estado MarceloA fuga de informação do Conselho de Estado pra o jornal Público do passado dia 12, com o título “Cavaco estraga unanimidade do Conselho de Estado sobre sanções”, foi repetida por outros meios de comunicação social e comentada em entrevistas e artigos de opinião como um facto político.

Ninguém na altura parece ter duvidado da veracidade do relato feito pelo Público, aliás, de grande pormenor, o que não admira, uma vez que as reuniões do Conselho de Estado  desde sempre foram objecto de fugas de informação.

Desta vez, a diferença foi a extensão do relato e o seu detalhe. Cavaco Silva foi o conselheiro visado na “fuga”, o que levou Lobo Xavier, comentador da SIC Notícias e agora também ele conselheiro de Estado, a vir defender a sua honra depois de ter sido autorizado pelo Presidente a quebrar o sigilo que rege as reuniões daquele órgão para negar o relato do Público e defender “a honra” de Cavaco.

Ora, lendo o parágrafo de peça do Público em que se refere a intervenção de Cavaco Silva verifica-se que a autora do texto reproduz a interpretação de um ou mais conselheiros com quem terá falado, o que, embora reprovável, é frequente no noticiário político, feito em grande parte à base de opiniões e interpretações. Leia-se a frase do Público relativa à intervenção de Cavaco no Conselho de Estado.

“(…) O facto de ter sublinhado os compromissos assumidos e a importância das regras foi entendido por alguns conselheiros como uma legitimação das sanções que venham a ser aplicadas.”

O Público ainda não se retratou apesar das críticas de que tem sido alvo por parte de jornalistas de outros meios de comunicação, alguns dos quais, invocando o código deontológico dos jornalistas,  convidam a  jornalista autora da “fuga” de informação a denunciar a fonte que a terá enganado.

De notar porém que o Público deste sábado além de  noticiar o intervenção de Lobo Xavier a negar a sua notícia,  escreve:

” Interrogado se ficou incomodado com as notícias que saíram nos últimos dias sobre este tema, Marcelo foi peremptório: “Não fiquei nada incomodado, mas colocada a questão entendi que devia responder como respondi”.

Ora, se o Presidente “não ficou nada incomodado” com a notícia do Público é porque a interpretação das palavras de Cavaco não é assim tão disparatada. Além de que o Presidente pode ter pensado que factos são factos e interpretações são interpretações.

Acresce que, o chamado levantamento do sigilo do Conselho de Estado não foi efectivo uma vez que Lobo Xavier, na SIC,  e hoje Marques Mendes no mesmo canal,  se limitaram a negar a interpretação da fonte do Público, sem esclarecerem o que efectivamente Cavaco disse, pelo que até prova em contrário o relato do Público se mantém válido.

Recorde-se que Lobo Xavier, agora conselheiro de Estado, antes de o ser criticou  os conselheiros que eram ao mesmo tempo comentadores, situação em que ele agora se encontra. O Presidente Marcelo era um dos que se encontrava então nessa situação.

Este caso constitui mais um exemplo do jornalismo político praticado em Portugal, feito de recados e de promiscuidades entre políticos e jornalistas, agravado pela “comentarite aguda”  que alimenta os media e a política. Porém, ele é também a “espuma” que não deixa ver o que realmente interessa ou, se quiserem, é areia para os nossos olhos.

Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Política, Presidente da República, Sociologia dos Média com as etiquetas , , . ligação permanente.

2 respostas a O Público e o Conselho de Estado: areia para os nossos olhos

  1. RFC diz:

    Estrela Serrano, entre as muitas qualidades que o Lobo Xavier apresenta está a de ser um dos homens-forte da Sonae (ou seja, da única proprietária do… Público). Se vista a essa luz, que a fuga de informação sobre o Conselho de Estado tenha saído no seu jornal e que ele, primeiramente, tenha sido mais uma vez o Cavacólogo* de serviço na SIC N ganha um sabor especial.

    * O epíteto é de António Costa, na mouche.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s