Sócrates era, afinal, o dono disto tudo

Paulo Novais/LUSA

O prolongamento do inquérito da Operação Marquês  provocou, como era de esperar, uma enorme discussão nos meios de comunicação social e nas redes sociais. Uma das mais interessantes ocorreu na SIC-Notícias, sexta-feira à noite, no programa Expresso da Meia Noite. Digo interessante porque um dos participantes, o advogado João Nabais, criticou as  revelações da jornalista da SIC, Sara Antunes de Oliveira, que também participava no debate, por conhecer o interrogatório do arguido Helder Bataglia, que segundo a jornalista justifica as últimas diligências do Ministério Público e as novas acusações a Sócrates. Sara mostrou-se bem informada sobre o processo, a ponto de explicar que no caso da OPA da Sonae à PT o importante são “os bastidores das decisões” (que pelos vistos ela conhece) e não a “aritmética das votações na assembleia geral da PT”.

Outro dos participantes no debate, Micael Pereira, jornalista do Expresso, mostrou-se mais discreto na exibição dos seus conhecimentos sobre o processo, mas, ainda assim, não escondeu que conhece bem a estratégia e os pontos de vista do Ministério Público.

João Nabais bem se esforçou na defesa do que ele chamou princípios de um Estado de direito, respeito pelos prazos do inquérito e direitos dos arguidos e na crítica à condução do processo pelo Ministério Público.  Mas o seu papel era difícil porque os seus interlocutores, incluindo a ex-jornalista, agora advogada, Inês Serra Lopes, dispõem de informação privilegiada e mostraram-se seguros e convictos das razões do Ministério Público, cujos pontos de vista adoptaram. Sócrates e os seus advogados bem podem clamar pelos seus direitos que essa é matéria que só interessa aos líricos ou aos “socráticos”.

Perante as certezas sobre a culpabilidade de Sócrates e a imensidão de crimes de que é já praticamente acusado, admira que não estejam já a ser investigados todos os membros dos seus dois governos, bem como os seus amigos e todos aqueles que alguma vez foram apanhados a falar com ele, pessoalmente e ao telefone. É que é impossível que sejam só  pouco mais de vinte as pessoas, algumas das quais completamente desconhecidas e fora das esferas do poder, que ajudaram Sócrates a obter os milhões que o Ministério Público contabilizou como sendo dele.

Como é que um primeiro-minstro conseguiu fazer tantas falcatruas sem que ninguém no governo desse por isso? Se até o Presidente Cavaco vem dizer que “nunca detectou nenhum comportamento de Sócrates que violasse as normas”… Andavam todos a dormir ou foram todos coniventes?

Há nisto tudo alguma coisa que não bate certo. Sócrates, sozinho, a manobrar  no governo para beneficiar o Salgado e o BES , o Zeinal e o Granadeiro, e a receber dinheiro de todos os lados? E não há um recibo, um papelinho, uma caderneta, um despacho, qualquer coisa que o faça calar  a dizer que não há provas? E se há porque é que ainda não saíu ao menos uma  nos jornais amigos dos procuradores?

Uma coisa parece certa: pelo que vamos lendo e ouvindo, Sócrates era afinal o dono disto tudo. Não Ricardo Salgado, como tem sido dito. O Ministério Público tem razão, a procissão ainda vai no adro e o processo ainda agora começou. Há, pois, que continuar as  buscas porque as provas hão-de aparecer!

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Jornalismo, Justiça, Política com as etiquetas . ligação permanente.

4 respostas a Sócrates era, afinal, o dono disto tudo

  1. João Lopes diz:

    Tanta patacoada junta…
    É preciso ser cego ou muito burro para ainda ir na conversa deste ladrão descarado.
    O mais giro é que ao meter ao bolso várias dezenas de milhões, isso quer dizer que beneficiou muita gente em várias centenas de milhões… E de onde saíram? Do bolso dos 10 milhões de portugueses, seus burros!
    O que interessa se o PSD ou se o PS governaram mal?!?
    O que têm os retornados a ver com o assunto?!?
    O que interessa é a total impunidade deste fulano e o direito de antena que os “compadres” lhe dão para espalhar as suas mentiras e arrogância.
    Tenho dito!

  2. Eduardo Gastão Ramos diz:

    santos já raramente assisto ao “Expresso da meia noite” e também raramente vejo a SIC-Noticias; mas na passada sexta-feira resolver ver. no final senti que as minhas decisões são perfeitamente justificadas assim como a que tomei de deixar, ao fim de muitos anos, de comprar o jornal também está amplamente justificada. recuso contribuir para audiências de canais como contribuir com o meu dinheiro contribuir para pagar a tais personagens. só lamento pelo Nicolau Santos único tipo decente naquele panorama.

  3. J. Madeira diz:

    O referido programa não passou de mais uma sessão do continuado linchamento na praça
    pública de José Sócrates! Os profissionais da comunicação social são informados para pre-
    pararem a audiência na condenação sem quaisquer provas, tudo aquilo é feito no suponha-
    mos, gostei da “teoria” do descascar da cebola e logo, compreendi a razão da visão distorci-
    da dos “ajudantes” do M. Público e que, se prende no cortar das camadas da cebola a aflu-
    ência de lágrimas que lhes turva a vista pois, de pensamento já se viu serem limitados!
    Infelizmente, não são só estes, até a Pluma Caprichosa continua muito ofendida por Sócra-
    tes não lhe ter contado que recebia dinheiro do amigo, isto numa entrevista em tempos fei-
    ta, e fez rasgados elogios ao tal profissional comedido Micael de nome nas suas palavras
    um excelente investigador (deve ter estado ligado aos Panamá papers), um verdadeiro pis-
    teiro a seguir rastos do dinheiro de off-shores! Quanto tempo mais será preciso para que
    apareça uma conta, um recibo, um papel, uma voz a acusar o visado???

  4. Viriato à Pedrada diz:

    Os 6 crimes de Sócrates:
    1º Porque o psd há 42 anos que não conseguia um preso político.
    2º Porque o Movimento Aleluia e o juiz papa-hóstias do Opus Dei assim o querem.
    3º Porque passou a notícia principal abafando todos os descalabros e escândalos deste governo: Saúde, Educação, Justiça, mortes nos hospitais,Tecnoforma….
    4º Porque com esta justiça de justicialismo funciona o “suponhetamos que”
    5º Porque a magistratura tem um ódio visceral a Sócrates que lhes retirou mordomias aos molhinhos.
    6º Porque está na massa do sangue dos africanos brancos: A vingança dos retornados. Por: BrincaNareia http://viriatoapedrada.blogspot.pt/2016/09/a-maior-cabala-depois-de-74-iv.html

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s