Arquivo de etiquetas: Desastre

Porque é que estas medidas foram anunciadas hoje?

Porque é que estas medidas [a comunicação do primeiro-ministro] foram anunciadas hoje? perguntou João Duque, na SICN, remetendo a seguir a resposta para os “politólogos”.   Embora não sendo “politóloga” (medióloga, talvez) arrisco algumas respostas: A pergunta é então a … Continuar a ler

Publicado em Comunicação e Política, Política, Sociedade, Sociologia dos Média | Etiquetas , , | 4 Comentários

Porque falou o Presidente?

Nada como os segundos mandatos para soltar a língua aos Presidentes. Palavras fortes do Presidente, lidas no teleponto de olhos parados no texto (sem a mestria a que outros nos habituaram). “Explosiva” e “intolerável” foram as palavras mais acutilantes (a situação deve … Continuar a ler

Publicado em Comunicação e Política, Sociedade, Televisão | Etiquetas , , | 2 Comentários

Cheira a fim de festa

Há um ambiente de fim de festa à nossa volta.  Nas ruas as iluminações de Natal são frouxas e pelintras, tudo nos indica que estamos na penúria e tudo contribui para nos deprimir. Nas lojas entra-se para ver, os empregados andam chateados … Continuar a ler

Publicado em Sociedade | Etiquetas , | 1 Comentário

Em que ficamos acerca de “desvios”?

  Alguns espelham incontida  irritação, em caixas de comentários e em posts nas redes sociais, quando outros recordam declarações sonantes dos actuais governantes e pedem clarificação de ideias ambíguas ou difusas sobre quem fez o quê, quando e como.  Tenham, … Continuar a ler

Publicado em Economia, Política, Sociedade | Etiquetas | Publicar um comentário

Nada pior do que um governo amedrontado

Ontem, ao ver o primeiro ministro anunciar as medidas de austeridade de cabeça baixa, lábios apertados, óculos descaídos, a custo enfrentando as câmaras, fica-se com a sensação, já sentida nos anúncios do ministro das Finanças, de que o governo está aterrorizado, … Continuar a ler

Publicado em Política, Sociedade | Etiquetas | Publicar um comentário

Povo, povo…..

Povo que lavas no rio Que talhas com o teu machado As tábuas do meu caixão. Pode haver quem te defenda Quem compre o teu chão sagrado Mas a tua vida não. Em 2012 e 2013 Governo corta 13.º e … Continuar a ler

Publicado em Política, Sociedade | Etiquetas | Publicar um comentário