O país onde a normalidade é notícia

Vivemos num país em que o facto de o primeiro-ministro prometer que em 2014 vai pagar os subsídios de férias e de Natal aos funcionários públicos e aos pensionistas nos meses “habituais” e “normais”, é notícia de destaque.

Das duas uma: ou o primeiro-ministro é um incumpridor sistemático  e quando cumpre é notícia, ou o  jornalismo tornou-se mesmo a voz do dono. Não sei o que é pior.

    1. Passos: subsídios serão pagos nos meses normais em 2014 – TVI

      5 horas atrás –Subsídios: uns pagos em junho, outros em julho e novembro
    2. Passos promete: subsídios pagos nas alturas normais em 2014 

      6 horas atrás – Guia TV · Vídeos · Fotos · Mobile · TVI … O primeiro-ministro garante que, em 2014, os subsídios de férias e de Natal … o de Natal, vai ser pago em junho para quem ganha até 600 euros, em duas … Em 2014, assegura, os subsídios «serão pagos dentro das datas normais que são pagas a toda a gente».
    3. Passos garante que subsídios serão pagos no regime normal em 

      6 horas atrás – Vítor Gaspar e Passos Coelho (Foto: D.R.) … O primeiro-ministro disse ainda que, em 2014, o “problema não se põe”, pelo que os subsídios “serão pagos dentro das datas normais que são pagas a … Abaixo dos 600 euros de salário mensal, os subsídios serão pagos em junho e entre os dois valores, …
    4. Noticias Última Hora | Económico

       Última Hora · Passos promete pagamento normal de subsídios em 2014 … em 2014 os subsídios “serão pagos dentro das datas normais que são pagas a toda a gente”.
    5. Económico

      Primeiro-ministro garante que em 2014 os subsídios “serão pagos dentro das datas normais que são pagas a toda a gente”. Governo Passos recusa-se a …
    6. SAPO Notícias

      Passos garante que subsídios do ano que vem são ser pagos nos meses … O primeiro‑ministro português afirmou esta quinta‑feira, em Viena, que os subsídios de férias e Natal de 2014 dos funcionários públicos e reformados vão ser pagos nos meses habituais: junho e novembro. … Foto: LUSA; MANUEL DE ALMEIDA.
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Governo, Jornalismo, Política, Sociedade. ligação permanente.

Uma resposta a O país onde a normalidade é notícia

  1. José Pires diz:

    Se bem percebo, um dos subsídios actualmente auferidos é pago em duodécimos, para em duodécimos ser imediatamente retirado, por força do (“brutal”) aumento do IRS decidido por este governo. Se assim é, e porque Passos Coelho já afirmou que não se compromete com a descida do IRS até 2015 (pelo que em 2014 muito provavelmente o IRS se manterá ao mesmo nível), então das duas uma: ou o subsídio actualmente pago em duodécimos é pago de uma vez e então terá de ser criada uma “sobretaxa especial” que levará tudo na hora do recebimento, o que transforma o anúncio de Passos Coelho numa peça de baixo cinismo (sim, porque o que Passos Coelho está a afirmar é que em 2014 serão pagos, a tempo e horas, 2 subsídios…); ou o subsídio continua, em 2014, a ser pago em duodécimos, o que transforma o anúncio de Passos Coelho numa rematada mentira.
    Algum senhor jornalista poderá ter a maçada de pedir ao primeiro ministro para esclarecer esta questão?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s