O sentido das palavras nos relatos do desaparecimento do avião da Malaysia Airlines

Parentes de passageiros chineses do voo MH370 (Reuters)As notícias sobre a detecção de  objectos por um satélite chinês, como podendo ser destroços do avião da Malaysia Airlines desaparecido há mais de duas semanas, foram anunciadas como representando uma esperança.

Pode perceber-se a intenção de quem não encontrou outra palavra para anunciar a descoberta, mas para as famílias dos passageiros e tripulantes daquele voo, esses destroços podem ser, isso sim, o fim da esperança de que os seus familiares ou amigos possam ter sobrevivido.

O absurdo da comunicação oficial sobre este infeliz acontecimento chega a ser anedótico se não fosse trágico. Não são apenas as notícias contraditórias sobre a relevância dos sinais detectados, como a incapacidade de perceber o desespero de quem espera e desespera sem saber o que aconteceu aos seus familiares ou amigos.

Ao falarem de “esperança” no momento em que julgam ter encontrado uma pista que confirmará a tragédia, as autoridades oficiais da China ou da Malásia estão antes de mais a falar para si próprias, para os média e as opiniões públicas mundiais. Para estes, os destroços são a “esperança” do sucesso das buscas para localizarem o avião desaparecido.  Mas para as famílias dos desaparecidos, a “esperança” das autoridades é a sentença de morte dos seus entes queridos.

Daí que talvez fosse possível encontrar, para a situação, palavra mais adequada do que “esperança”, sobretudo quando o único contexto em que, para as famílias dos desaparecidos, a “esperança” que pode fazer sentido será  não serem encontrados quaisquer destroços do avião mas sim encontrar o próprio avião e os seus  239 passageiros.

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sociedade, Sociologia dos Média com as etiquetas . ligação permanente.

Uma resposta a O sentido das palavras nos relatos do desaparecimento do avião da Malaysia Airlines

  1. cristofams diz:

    Não deixa de ser uma situação delicada e tem que se desculpar as manifestações das familias a responsabilizarem a companhia/autoridades por não haver noticias, quando na verdade não há noticias. Semelhante aos jovens do Meco que MRSousa resumiu muito cautelosamente que no fimvai haver uma frustação enorme,por o resultado da exigida justiça ser nulo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s