A Luizinha, o Pedrinho e o mano grego

A Luisinha e o Pedrinho não gostaram que o Papá  alemão tivesse dado um rebuçadinho, ainda que mal embrulhado, ao mano grego, depois de ter dito que o ia expulsar de casa. Afinal, o mano portou-se mal, desobedeceu, refilou, não comeu a sopa toda e o Papá mesmo assim deu-lhe um rebuçado… Maria Luis com minsitro alemãoA Luisinha sentiu-se enganada e ainda lembrou o Papá de que nunca tinha pedido nada, muito menos batido o pé ao Papá, e até foi ao circo com ele fazer o número que o Papá lhe encomendou. Para a acalmar, o Papá prometeu-lhe que não espere pela demora porque o mano grego não vai ficar a rir-se e ainda vai ver-se grego.

A Luizinha  ficou mais descansada e correu a contar ao Pedrinho que logo lhe disse para dizer ao Papá que queria saber tudo sobre o que o mano grego vai fazer daqui para a frente.

Entretanto, o mano grego, quando lhe perguntaram se a Luisinha tinha sido má para ele respondeu que apesar de tudo ela é sua mana e por uma questão de boas maneiras  não diz mal da família em público.

Mas o mano grego que não é parvo nenhum mandou dizer cá para fora, por uns primos, que a mana Luisinha tentou criar problemas  porque não sabe como irão agora ela e o Pedrinho explicar lá em casa porque é que nunca contrariaram o Papá e sempre aceitaram comer a sopa que ele mandava cozinhar, mesmo sabendo que aquela sopa só enchia o estômago  mas não matava a fome.

Entretanto, a Luizinha desmentiu o que andam a dizer dela e diz que até gosta muito do maninho grego.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Governo, Política, Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

5 respostas a A Luizinha, o Pedrinho e o mano grego

  1. Para alem da tristeza de se ter que usar a politica externa em disputas eleitorais, no meu ponto de vista degradante e exemplo de políticos rasteiros, o rebuçado é mesmo uma brincadeira de crianças; comparando com as entradas heroicas dos cachecois gregos, estamos melhor e mais baratos financiados livremente nos mercados do que na extensão 4 meses das “instituições”. Parabéns só o ter acabado a troika.

  2. J. Madeira diz:

    Em menos de 24 horas se viu a enorme coerência do Pedrinho pois,
    toda a acção se passou ao contrário do que foi afirmado na A.R: !
    Alguém falou em DIGNIDADE no caso, será para se falar de INDIGNIDADE!!!

  3. ehehe, Deolindo, agora fez-me rir…:-)

  4. Vicente Silva diz:

    Mas afinal que aconteceu, Dra. Estrela Serrano ? A mudança brusca de estilo é para contentar gregos e troianos ou pequenos e graúdos ? De qualquer modo não posso deixar de a felicitar pelo interessante enredo imaginado entre o Papá e os maninhos desavindos, não faltando, inclusive, a curiosidade do Pedrinho em saber se a sopinha era saborosa ou não.
    Provavelmente, a esta hora, continua a troca de mensagens entre o Papá, a Luizinha e o curioso Pedrinho, cada qual procurando saber através dos familiares ou vizinhos algo de interessante sobre o “insurreto” maninho grego.
    Congratulations ! Estrela Serrano.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s